Sem pagamento retroativo, data-base dos servidores será parcelada em duas vezes

Vereadores e sindicatos entraram em acordo para retirar emenda que obrigava Paço a fazer pagamento retroativo

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou nesta quarta-feira, 12, o projeto que concede o pagamento da data-base dos servidores da capital. A matéria foi apreciada com emenda apresentada pelo vereador Carlin Café (PPS) que parcela o pagamento do direito em duas mensalidades.

De acordo com os vereadores, foi acordado com os sindicatos representantes da categoria que fosse retirada a emenda que obrigava o Paço a realizar também o pagamento retroativo da data-base.

Desta forma, os servidores de Goiânia receberão no mês de dezembro e janeiro as parcelas correspondentes a data-base de 2018. O benefício que não foi concedido em 2016 e 2017 deve ser cobrado na Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.