A chapa de reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB) é a mais cobiçada para a disputa 

Apesar da desistência do ex-ministro Henrique Meirelles (PSD) em disputar a única vaga ao Senado, a lista de pretensos pré-candidatos continua imensa. Ao todo, cerca de nove nomes se declaram ou sinalizam que vão ser candidatos a senador. A chapa de reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB) é a mais corrida. Atualmente, há quatro nomes que podem preenchê-la: Delegado Waldir (UB), Alexandre Baldy (PP), Zacharias Calil (UB) e Luiz do Carmo (MDB); além dos prováveis João Campos (Republicanos) e Lissauer Vieira, recém filiado ao PSD. 

Nas demais chapas, aspiram concorrer ao Senado o empresário Leonardo Rizzo (NOVO), o ex-senador Wilder Morais (PL), há a possibilidade de que volte a concorrer à vaga, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB). Cabe destacar que os partidos podem mudar as indicações dos nomes para disputa do cargo até 5 de agosto, quando termina o prazo para a escolha de candidatos para concorrer às eleições gerais. 

Em busca da reeleição, o senador Luiz Carlos do Carmo, que assumiu a vaga na Casa como suplente do atual governador Ronaldo Caiado, espera ser o indicado da chapa governista. Ele é ligado à Igreja Assembleia de Deus e fiel apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) e diz que não irá concorrer a outro cargo. 



Confira a lista completa dos prováveis candidatos ao Senado por Goiás

Zacharias Calil | Foto: arquivo

Deputado Zacharias Calil, do mesmo partido de Caiado, é outro que se declarou pré-candidato ao Senado. Recentemente, em eventos, o governador elogiou o desempenho dele na Câmara dos Deputados. 

 

Delegado Waldir | Foto: Fernando Leite

Delegado Waldir tem se apegado na possibilidade da chapa governista indicar mais de um candidato ao Senado e afirma já vir trabalhando desde as eleições municipais para concorrer a cadeira de senador.

 

João Campos | Foto: Jornal Opção

João Campos nessa terça-feira, 29, após notícias da desistência de Meirelles, chegou a se reunir com o Caiado. Ele também tem buscado uma chapa para a disputa ao Senado. Antes, o deputado havia conversado com o prefeito Gustavo Mendanha, pré-candidato ao governo de Goiás. 

 

Wilder Morais | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Ex-senador Wilder Morais, recém filiado ao PL, do presidente Jair Bolsonaro e do pré-candidato ao governo de Goiás, Major Vitor Hugo, recentemente, se declarou pré-candidato ao Senado. Anteriormente, ele estava  filiado ao PSC.

 

Alexandre Baldy: presidente do Progressistas | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Alexandre Baldy, do Progressistas, também se colocou a disposição para concorrer a senador na base do governador Ronaldo Caiado (UB). Ele conta com o apoio irrestrito do prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP). Além disso, Baldy é presidente do Progressistas em Goiás e é um nome forte nacionalmente, tendo influência com o presidente nacional do PP, ministro Ciro Nogueira, e secretário do governador de São Paulo, João Doria (PSDB). 

 

Lissauer Vieira
Presidente da Alego, Lissauer Vieira | Foto: Fernando Leite/JornalOpção

Com a desistência de Henrique Meirelles e a filiação ao PSD, surgem conversas de bastidores de que o atual presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD) seja indicado pelo partido para concorrer ao Senado. O parlamentar havia anunciado que não ia buscar a  reeleição e abandonaria a política, após a perda do pai, quando tentou articular para assumir uma vaga no Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO).

 

Marconi Perillo, ex-governador de Goiás | Foto: Divulgação

Ex-governador e ex-senador Marconi Perillo (PSDB) ainda não declarou qual cargo irá disputar nas eleições deste ano. Porém, pesquisas de opinião o colocando na liderança para o Senado e com a desistência de Meirelles, que ocupava o segundo lugar nas intenções de votos, o tucano tende a se declinar para voltar a concorrer como senador por Goiás. 

 

Leonardo Rizzo (NOVO) | Foto: Instagram

Empresário Leonardo Rizzo irá estrear na política concorrendo ao cargo de senador pelo partido Novo, em chapa ‘puro sangue’. Ele é ligado ao ramo imobiliário, sendo considerado um dos ‘outsiders’ na política goiana para a eleição deste ano.