Sem espaço para eleição majoritária no Rio, Daciolo deve sair do Brasil 35

Ex-postulante à presidência da República pelo partido, o político perdeu espaço na sigla após se manifestar a favor da pré-candidatura de Ciro Gomes  

Sem espaço para concorrer ao governo do estado do Rio de Janeiro pelo partido Brasil 35, ou até mesmo para o Senado Federal, o ex-postulante à presidência da República Cabo Daciolo (Brasil 35) deve deixar a sigla. Após anunciar que deve votar em Ciro Gomes (PDT) e desistir da eleição majoritária, Daciolo não terá espaço no atual partido. O anúncio foi feito pelo político após encontro com a presidente Nacional da sigla, Suêd Haidar, na segunda-feira, 20.

Foi a primeira entre eles após o anúncio de que o ex-presidenciável apoiará o pedetista Ciro Gomes nas próximas eleições.  Segundo Daciolo, o encontro foi para saber se ele teria a porta aberta para concorrer ao Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, mas isso não vai acontecer. Isso porque, segundo ele, não é possível confirmar a candidatura, já que ele “segue o que o espírito santo disser”. Sentisse, Daciolo poderia deixar a candidatura para apoiar outro. Este foi o argumento da presidente da Sigla. 

“Não sabemos se vamos concorrer a nada, se é para o senado, para o governo, ou se não é para nada, mas me reuni com o partido Brasil 35 para conversar com a presidente sobre a minha decisão e para saber se a porta do partido para o governo estava aberta, e a porta para o governo não estava aberta”, comentou.

Apesar da situação e da possível saída, o ex-presidenciável agradeceu pela estadia na sigla e pela oportunidade de estar filiado ao partido. “Foi uma honra conhecer a senhora e este está sendo um dos motivos para estarmos unidos neste propósito neste partido”, acrescentou.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.