Sem espaço, escola municipal de região rural de Goiânia não consegue atender famílias

Segundo diretora, instituição precisa de mais salas, reformas em banheiros e uma biblioteca para atender às crianças da região

Alunos da escola municipal GO-04 | Foto: divulgação

Localizada na região noroeste de Goiânia, zona rural do Recreio dos Bandeirantes, saída pra Inhumas (divisa entre Goiânia e Goianira), a Escola Municipal GO-04 se tornou pequena para as crianças da região. Com espaço para atender apenas 50 alunos, moradores e professores alertam para as necessidades do local.

Segundo a diretora da unidade, Carla De Paula Mota, que trabalha na escola há 4 anos, a instituição existe desde 1978, é mantida pela Prefeitura de Goiânia e fica em um lugar isolado, onde qualquer acesso à educação e à rede de informação é bem restrito.

Ainda como explica a diretora, as crianças da região moram em chácaras, com recursos e conhecimentos bem limitados. “Os alunos possuem um contato com o básico de informação que conseguem através da televisão ou do rádio”, revelou.

Além disso, a educadora relata também as condições precárias da unidade, a única em tempo integral na região.  “Hoje a escola necessita urgente de mais duas salas de aulas e ampliação dos banheiros para receber novos alunos. Há uma procura muito grande por vagas”, alerta Carla.

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) afirmou que a Escola Municipal GO-04 recebeu, no ano passado, a verba do Programa Escola Viva para execução de serviços diversos, como “reparos no telhado, portões e grades; pintura das salas de aula e da cozinha”. “Ainda neste ano, nova verba será encaminhada à escola”, diz a nota.

A SME ressalta, ainda, que o programa  teve início em agosto de 2017 e está em seu segundo ano de desenvolvimento. “O objetivo é destinar direta e exclusivamente às unidades recursos financeiros como uma solução rápida para garantir e melhorar mais qualidade estrutural às escolas e Cmeis”, informou.

Love S.A.

Com o objetivo de mesclar entretenimento com responsabilidade social, a 2ª edição do Festival Love S.A em Goiânia foi quem chamou a atenção para a situação da escola municipal da capital.

Para colaborar, o evento musical pretende arrecadar livros para a biblioteca da instituição. A cada ingresso vendido, um livro será doado. De acordo com a produtora do Festival, Katty Freakz, o objetivo é que o evento mobilize outras pessoas a colaborarem com doações, inclusive financeira, para ampliação da escola, além da arrecadação de livros.

“O festival quer sensibilizar as pessoas para as questões sociais que necessitam de nossa colaboração. Vamos agitar Goiânia com muita música, literatura, artes visuais, mas principalmente amor através dessa ação social”, comentou a produtora.

Nesta segunda edição, o Festival Love S.A., que não teve local divulgado ainda, traz para a capital goiana o cantor Marcelo D2, além do coletivo de rappers goianos Wu-Kazulo, bandas de rock independentes e DJs.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.