Sem definição de candidato, PT, PCdoB e PV se dividem e apoiam diferentes nomes na disputa pelo governo

PT quer Wolmir Amado; PCdoB, José Eliton e PV, Ronaldo Caiado

Por Giselle Vanessa Carvalho

Se, por um lado, avançam as possibilidades de concretização da federação entre PT, PCdoB e PV, protocolada nacionalmente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 23 de abril, por outro, os diretório goianos das legendas ainda batem cabeça em relação ao melhor nome para o Palácio das Esmeraldas. O Partido dos Trabalhadores tenta emplacar o ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUCGO), Wolmir Amado. O Partido Comunista do Brasil defende que o ex-governador José Eliton (PSB) é um nome eleitoralmente mais viável. Já o Partido Verde encampa o projeto de reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB).

Enquanto não há unidade, as lideranças das siglas mantém posturas independentes. Tanto, que Cristiano Cunha, presidente do diretório goiano do Partido Verde e pré-candidato ao Senado, chegou a ir à Brasília em busca de aval para apoiar o atual chefe do executivo estadual. “Estamos em discussão porque ainda não está definido na federação se o candidato será o Wolmir, se o candidato será José Eliton, em uma coligação com o PSB. Então, permanece como está, como os partidos independentes”, diz.

A definição de um nome para a cabeça de chapa, de acordo com Cristiano, está travada porque o PT precisa validar o nome Wolmir junto à Executiva Nacional. Isso deve ocorrer até o próximo dia 28. No entanto, há articulações para dilação desse prazo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.