Sem carne, alunos da rede municipal têm apenas arroz e feijão como merenda

Gerência do Programa Alimentação Escolar (Gerpae) teria informado que não há previsão de quando será entregue nova carga de carnes nas escolas e CMEIs da capital

Servidores reclamam da qualidade da carne enviada pela prefeitura | Foto: enviada por leitor do Jornal Opção

O caos na rede municipal de ensino de Goiânia parece estar longe do fim. Além da falta de vagas para alunos e de profissionais para atender a demanda matriculada, a rede enfrenta agora falta de alimentos na merenda escolar.

De acordo com servidores, a última entrega de carne aconteceu no início do mês e hoje a merenda é composta apenas por arroz e feijão.

Uma servidora que não quis se identificar revelou que está faltando carne nas unidades de ensino porque a prefeitura não teria quitados os débitos com o distribuidor. Segundo ela, antigamente as escolas e CMEIs compravam carne nos fornecedores de sua preferência e prestavam contas à Secretaria Municipal de Educação e Esportes (SME).

No entanto, ainda segundo a servidora, hoje apenas a secretaria é quem administra a verba. Ela denuncia ainda que a carne enviada para as unidades são pagas como de “primeira qualidade” mas que só é entregue “muxibas e retalhos”.

Uma outra servidora, que por medo de retaliações também preferiu não se identificar, revelou que chegou a entrar em contato com a Gerência do Programa Alimentação Escolar (Gerpae) e foi informada de que não há previsão de quando será entregue nova carga de carnes nas escolas e CMEIs.

Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação e Esportes (SME) que por meio de nota informou que “os processos de aquisição de carne foram devidamente licitados conforme legislação vigente e estão em tramitação”.

A secretaria ressaltou ainda que “as unidades educacionais receberam, no dia 1º de março, recurso específico para complementação do cardápio conforme necessidade”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.