Sem ar condicionado, vereadores são liberados do uso de paletó durante as sessões

Os dois aparelhos de ar condicionado da Casa estão estragados e vereadores reclamaram do calor excessivo no plenário nos últimos dias

Peças para conserto dos aparelhos de ar condicionado devem chegar em 15 dias | Foto: Eduardo Nogueira / Câmara Municipal

Nesta quarta-feira (22/2), o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Andrey Azeredo (PMDB), liberou os vereadores da obrigatoriedade de uso de paletó durante as sessões ordinárias da Casa. Os parlamentares vinham se queixando do calor excessivo no plenário nos últimos dias por problemas com os equipamentos de ar condicionado.

A Câmara tem dois aparelhos. Um deles está estragado desde o ano passado, mas a empresa que faz a manutenção não comunicou o fato. A outra máquina estragou na semana passada. O contrato foi solicitado pelo Ministério Público (MP) que recomendou o bloqueio dos pagamentos que estivessem em aberto.

A presidência apresentou as informações solicitadas e propôs ao MP alterar a forma de execução do presente contrato para que ela seja ordenada e apresentado mês a mês o valor do serviço realizado. “A empresa está sendo notificada formalmente dessas mudanças e, caso ela não concorde nós tomaremos as medidas judiciais pela rescisão e contratação de forma legal pertinente até que se proceda novas licitações”, explicou Andrey Azeredo.

Os equipamentos de ar condicionado estão com problemas no motor. As peças para o conserto demoram 15 dias para chegar, já que só foram encontradas em São Paulo. Até a troca das peças, a empresa responsável pela manutenção deve prestar o serviço emergencial obrigatório, fazendo uso de nebulizadores do plenário, onde a falta de ventilação e excesso de luz intensifica o calor.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.