Seis secretários de Aparecida são exonerados para disputarem eleições de outubro

Outros dois titulares já deixaram a gestão de Gustavo Mendanha, que ficará a cargo do vice-prefeito Vilmar Mariano após saída de Gustavo para disputar o Governo de Goiás

Eleições provocam mudanças na Prefeitura de Aparecida de Goiânia | Foto: Divulgação

A administração pública de Aparecida de Goiânia, que conta com 27 secretarias, perdeu seis titulares nesta quinta-feira, 31. Todos foram desincompatibilizados pelo prefeito Gustavo Mendanha (Patriota) e devem disputar a eleição deste ano. Foram exonerados os secretários de Ciência, Tecnologia e Inovação, Johnathan Medeiros; de Articulação Política, Ricardo Roberto (PSD); de Desenvolvimento Econômico, Marlucio Pereira (sem partido); de Relações Institucionais, Felipe Cortez (Podemos), do Planejamento e Regulação Urbana, Veter Martins (PSD); e de Ação Integrada, Vanilson Bueno (PSDB). As saídas abrem margem para reforma do secretário na nova gestão de Aparecida, já que o Paço será assumido por Vilmar Mariano (sem partido), vice-prefeito que chegará ao posto de chefe do executivo após a saída de Gustavo Mendanha, que tentará ocupar o Palácio das Esmeraldas.  

Durante entrevista coletiva na posse da Prefeitura de Aparecida de Goiânia, o agora atual prefeito, Vilmar Mariano, disse que como muitos secretários saíram nesta quinta-feira, 31, “ainda não deu tempo de avaliar novos nomes”, mas que a partir da semana que vem, os outros secretários serão anunciados após discussões. O prefeito destaca que seu governo terá a marca de Gustavo Mendanha e de Maguito Vilela. “Será um governo de continuidade, seguiremos à risca”, afirma.

Pré-candidato a deputado estadual, ao Jornal Opção, Medeiros confirmou que deixará a prefeitura junto com o prefeito Gustavo Mendanha (sem partido), o qual pretende apoiar ao Governo de Goiás. “Sobre qualquer circunstância, independente de qualquer outra medida, eu já pedi, inclusive, liberação partidária para caminhar com o Gustavo”, diz. Veter Martins e Vanilson Bueno também devem disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), nas eleições deste ano.

Ao Opção, Veter pretende até fazer uma ‘dobradinha’ para deputado estadual com a pré-candidata a deputada federal do PSD, a vereadora Camila Rosa. Procurado, Bueno não retornou os contatos, porém, Martins confirmou que o colega já está trabalhando na pré-candidatura ao legislativo goiano. 

Além deles, já estão fora da prefeitura o ex-secretário de Desenvolvimento Urbano, Max Menezes (MDB), que assumiu o mandato de deputado estadual no lugar de Humberto Aidar, agora conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás (TCM-GO); e o ex-secretário de Habitação, Willian Panda (PSB), que retornou para a Câmara Municipal, mas com intenção de concorrer uma vaga de deputado estadual no próximo dia 2 de outubro.

 

Confira quais secretários deixaram as pastas da gestão de Aparecida: 


Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Johnathan Medeiros, vai disputar uma vaga de deputado estadual, pelo Republicanos. 

 


Secretário do Planejamento e Regulação Urbana, Veter Martins (PSD), vai concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

 


Secretário de Relações Institucionais, Felipe Cortez, é presidente do Podemos em Goiânia e pode ir às urnas 

 


Secretário da Ação Integrada,
Vanilson Bueno (PSDB), é pré-candidato a deputado estadual. 


Secretário de Desenvolvimento Econômico,
Marlúcio Pereira (sem partido), é pré-candidato a deputado estadual.


Secretário de Articulação Política,
Ricardo Roberto Teixeira, o Tata Texeira, é presidente do PSD municipal

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.