Seis deputados goianos são a favor da Reforma da Previdência de Temer

Proposta divide bancada do estado no Congresso. Quatro deputados ainda não declararam votos e contrários batem os favoráveis por apenas um voto

Todos os goianos, no entanto, declararam ter ressalvas quanto à proposta | Valter Campanato/ Agência Brasil (Jovair); Fernando Leite/Jornal Opção (Magda); Reprodução Facebook (Marcos); Billi Boss / Agência Câmara (Pedro Chaves); Agência Câmara (Roberto); Alex Ferreira/ Agência Câmara (Thiago).

O Estadão divulgou, nesta quinta-feira (6/4), um levantamento de como os deputados federais votarão a Reforma da Previdência. Se os parlamentares mantiverem os votos que declararam ao jornal, o presidente Michel Temer (PMDB) não irá conseguir aprovar a proposta, que tem apoio de seis goianos.

De acordo com o levantamento, a reforma divide a bancada goiana: São seis declaradamente favoráveis à proposta, contra sete declaradamente contra. O jornal não conseguiu contato com o deputado Rubens Otoni (PT), mas é praticamente certo que ele, filiado ao PT, votará não, engrossando a lista dos contrários.

O placar pode virar, no entanto, dependendo dos votos de Alexandre Baldy (PTN) e Giuseppe Vecci (PSDB), que se declararam indecisos, e do deputado federal Lucas Vergilio (SD), que não quis responder. Devem votar contra: Célio Silveira (PSDB), Daniel Vilela (PMDB), Delegado Waldir (PR), Fábio Sousa (PSDB), Flávia Morais (PDT), Heuler Cruvinel (PSD) e João Campos (PRB).

Apesar de se declararem favoráveis, no entanto, todos os seis deputados têm ressalvas quanto à proposta. Magda Mofatto (PR) e Marcos Abrão (PPS), por exemplo, acreditam que deve haver alteração na idade mínima para homens e mulheres; a criação de uma regra de transição para homens com menos de 50 anos e mulheres com menos de 45 anos; e a retirada da exigência de 49 anos de contribuição para ter direito ao benefício integral.

Jovair Arantes (PTB), por sua vez, defendeu a alteração da idade mínima de mulheres e a regra de transição. Pedro Chaves (PMDB) concorda com Jovair, mas também quer a extinção da necessidade de contribuir 49 anos para obter aposentadoria integral. Esta última é a única ressalva feita pelo deputado Roberto Balestra (PP). Por fim, Thiago Peixoto (PSD) defendeu apenas a regra de transição.

A pesquisa também revelou que a base aliada não está disposta a se arriscar pela proposta do presidente. 60% dos 251 deputados declaradamente contrários compõem o grupo de articulação do governo, mas temem impopularidade com os eleitores se forem favoráveis à polêmica reforma, principalmente com as eleições de 2018 se aproximando.

Confira a posição dos deputados federais por Goiás:

Jovair Arantes (PTB) SIM
Magda Mofatto (PR) SIM
Marcos Abrão (PPS) SIM
Pedro Chaves (PMDB) SIM
Roberto Balestra (PP) SIM
Thiago Peixoto (PSD) SIM
Rubens Otoni (PT) Não encontrado
Lucas Vergilio (SD) Não quis responder
Alexandre Baldy (PTN) Indeciso
Giuseppe Vecci (PSDB) Indeciso
Célio Silveira (PSDB) Não
Daniel Vilela (PMDB) Não
Delegado Waldir (PR) Não
Fábio Sousa (PSDB) Não
Flávia Morais (PDT) Não
Heuler Cruvinel (PSD) Não
João Campos (PRB) Não

Uma resposta para “Seis deputados goianos são a favor da Reforma da Previdência de Temer”

  1. Avatar hiosmouth sakay de faria disse:

    os que votarem a favor já sabe o que vai acontecer né, não terão votos nas próximas eleições, serão jogados fora no ralo da pocilga….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.