Seinfra limpa bocas de lobo e amplia rede de drenagem para evitar alagamentos na capital

Ao todo, 22 equipes trabalham em toda Goiânia. Cinco delas empenhadas em limpar bocas de lobo e outras 17 na construção e manutenção das galerias pluviais

Grande volume de chuvas que caiu em Goiânia acendeu o alerta de risco / Foto: Reprodução

O secretário municipal de infraestrutura, Luiz Bittencourt, empenhou cinco equipes de servidores para limpar bocas de lobo, além de 17 equipes para construção e manutenção de galerias pluviais de Goiânia. A ideia, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), é evitar novos alagamentos durante o período chuvoso.

Bittencourt garante que, nas próximas semanas, nenhum servidor que faz parte dessas esquipes será destacado para outra missão que não esteja ligada à tarefa de impedir novos alagamentos na capital. Na sexta-feira, as equipes também estiveram na região da rua 44, em Campinas e em bairros localizados nas proximidades.

“Nos primeiros 14 dias do ano, choveu 80% do que se esperava para Goiânia no mês de janeiro. Se não mantivermos as bocas de lobo desentupidas, vamos reviver um problema que é histórico na cidade: os alagamentos”, diz o secretário. Os dados são do Instituto de Metereologia e foi divulgado na última quinta-feira, 14.

Em paralelo à limpeza de bocas de lobo, a Seinfra executa obras de ampliação da rede de drenagem de Goiânia. Houve avanço nesta semana na instalação de tubos no Parque Oeste e na avenida C-4, no Jardim América. A Seinfra também diz ter ampliado o dique que existe na Vila Roriz.

Outra medida adotada pela pasta na tentativa de impedir as ocorrências dos mesmos problemas, é a construção de contenções às margens de ruas de avenidas, como a que foi instalada na Vila Alpes.

O secretário diz ter orientado as equipes a terminarem as obras o quanto antes. “A obra é importante, mas liberar o tráfego também. A gente não quer canteiro de obra aberto por mais tempo do que precisa”, pontuou Bittencourt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.