Ela ressalta que os representantes dos setores foram escutados a todo momento e avalia que o diálogo foi fundamental para construção do projeto que vai chegar à Alego

[relacionadas artigos=”225163″]

A secretária da Economia, Cristiane Schmidt, disse, em oitiva na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos incentivos fiscais, que 98% das sugestões feitas por empresários durante a construção da minuta do novo programa de benefícios, o Progoiás, foram aceitas.

Segundo ela, se o Governo quisesse impor um projeto, teria enviado à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) há quatro meses, quando a primeira versão ficou pronta. “Não fizemos isso, porque queríamos conversar com os setores”, explicou a titular que mais cedo disse que oito reuniões foram realizadas para isso.

Ainda segundo Cristiane Schmidt, nesta terça-feira, 10, ela se reunirá novamente com o fórum empresarial para discutir o assunto. Ela avalia que, até agora, os diálogos têm sido produtivos. “Fazemos algo e o setor chega e diz sua demanda. Então pensamos em como adaptar. Isso está sendo amplamente discutido com os setores. E optamos por fazer internamente, por ser mais célere, para chegar aqui de maneira mais robusta”, pontuou.