Polícia Civil realiza operação na sede da Secretaria de Estado da Educação de Goiás na manhã desta segunda-feira, 21

Seduc | Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc-GO) divulgou nota a respeito da operação da Polícia Civil de Goiás sobre denúncia referente à aquisição de álcool em gel, produto de higienização para enfrentamento da pandemia de Covid-19. A sede da secretaria foi alvo de mandados na manhã desta segunda-feira, 21.  

No documento, a Seduc destaca que recebe com tranquilidade a atuação das equipes da Polícia Civil de Goiás e se coloca à disposição para esclarecer todo e qualquer questionamento que possa, ainda, eventualmente existir. Segundo a pasta, todas as providências solicitadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) foram plenamente atendidas e as dúvidas apresentadas largamente dirimidas.

Informa, também, que a Controladoria-Geral do Estado (CGE) fez a verificação de todo o processo de aquisição dos produtos, e não encontrou qualquer tipo de irregularidade. “A Seduc-GO destaca, ainda, que procurou a Polícia Civil de Goiás para apresentar todo o processo que resultou na aquisição dos produtos. Na oportunidade, fez os devidos esclarecimentos por meio da apresentação dos documentos comprobatórios dos atos e fatos”, alega.

Ainda de acordo com a pasta, o processo está sendo tratado pelas instancias responsáveis e que a secretária Fátima Gavioli não está sendo investigada. “A Seduc-GO informa que dá continuidade às suas atividades normalmente e reitera que, com transparência, segue o processo de reestruturação de educação pública de Goiás”, encerra.