Secult-GO comemora mais de 500 horas de produções culturais no Goiás Gira Arte

A premissa do projeto é oferecer à população do interior do Estado e da região metropolitana atividades itinerantes gratuitas, como oficinas, exposições, espetáculos cênicos, mostra de vídeos e apresentações musicais

A Secretaria de Cultura de Estado de Goiás levou, num período de quatro meses, mais de 500 horas de programação cultural para 30 municípios do Estado. O projeto, que tem como pilares conceituais o intercâmbio, a formação artística e de público, entretenimento, mapeamento, interiorização e reconhecimento de manifestações artísticas e culturais, deve ainda contemplar outras 30 cidades até o final do ano.

A premissa do projeto é oferecer à população do interior do Estado e da região metropolitana atividades itinerantes gratuitas, como oficinas, exposições, espetáculos cênicos, mostra de vídeos e apresentações musicais. A estrutura da Caravana Cultural é composta de seis grandes tendas e um palco móvel (um caminhão com sistema de iluminação e som), que são instalados em praça pública, divulgando as diversas linguagens artísticas por meio de artistas locais.

Neste ano, a primeira cidade a receber a Caravana Cultural foi Aragoiânia, no dia 13 de junho. Até a primeira quinzena de outubro, 30 municípios goianos já haviam sido percorridos. Até o final do ano, serão 60.

O gestor cultural da Secretaria de Cultura, Turismo e Eventos do município de Rio Quente, Antônio Márcio, comemora a execução do Gira Arte. “Eu acho o projeto fantástico! Fazer e girar a cultura e tirar a arte exclusivamente dos grandes centros é uma ótima ideia”, disse. “Os grandes centros sempre promovem e têm condição melhor de promover eventos. Levar a cultura para interior e ao mesmo tempo salientar os ícones culturais das pequenas cidades é maravilhoso. Esse projeto tem que ter continuidade.”

Já o secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Coelho, o projeto se consolida como marco no processo de interiorização das ações de cultura em Goiás. “A Caravana Cultural é muito importante, pois leva atividades culturais e artísticas a todos os municípios do Estado, permitindo ao público não só apreciar espetáculos, como também obter formação e capacitação nas oficinas que são oferecidas, além de trazer os valores revelados para apresentações futuras na capital”, ressaltou.

Além de proporcionar lazer para as comunidades, o projeto contempla atividades educativas e de capacitação profissional, em diálogo com a arte e a cultura. “É um projeto importante para o cenário cultural regional, porque abre espaço para os artistas das cidades pequenas que às vezes não têm oportunidade de aparecer, de subir num palco e se apresentar para o seu povo. Tem sido uma troca muito legal”, acredita Gustavo Sant’Ana, ator, malabarista e músico da Cia Circulango.

A estimativa da Secult-GO é que até a a primeira quinzena deste ano, cerca de 16 mil pessoas compareceram às atividades da Caravana Cultural nos 30 municípios que já foram contemplados. No total, foram realizadas cerca de 500 horas de atividades culturais, uma média de 16 por cidade visitada.

Foram realizadas também cerca de 500 oficinas, que atenderam a 7 mil pessoas. 2 mil artistas foram contratados para shows e performances.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.