Tendência é que haja manutenção de funcionamento de escolas com 30%

Ismael Alexandrino diz que a situação na Região Metropolitana é calamitosa

Escola Municipal de Aparecida de Goiânia | Foto: Ascom/ Divulgação

O decreto a ser publicado neste sábado, 27, com medidas para combate à pandemia pode manter a abertura das escolas para a Região Metropolitana durante os 7 dias em que durar o fechamento das atividades essenciais. Secretários de saúde se reúnem nesta manhã para definir os detalhes a serem adotados e chegaram a cogitar o fechamento, mas a tendência é a manutenção com 30% de alunos já permitidos.

O secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, antecipou ao Jornal Opção que, embora a contaminação das escolas seja comprovadamente menor que em outros ambientes, a situação na Região Metropolitana é calamitosa. “É real a possibilidade de fechamento”, informou. No entanto, com o avanço das discussões, os técnicos entenderam pela manutenção.

Municípios que fazem parte da Região Metropolitana decidiram, em conjunto, fechar as atividades consideradas não essenciais por sete dias a partir da próxima segunda-feira, 1. A medida é uma tentativa de conter o avanço da Covid-19, que provoca o superlotamento da rede de saúde.

A decisão foi tomada em reunião conjunta realizada no Paço Municipal de Goiânia, em que estiveram presentes o governador Ronaldo Caiado (DEM), os prefeitos de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos) e de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB).

Os prefeitos decidiram ainda que caso a ocupação de leitos fique abaixo de 75% deve ser liberado o funcionamento de atividades com escalonamento intermitente, semelhante ao adotado em Aparecida de Goiânia em 2020.

O decreto será apresentado na tarde deste sábado.

[matéria atualizada às 11h34 de 27/02/2021]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.