Secretário tranquiliza população quanto a possíveis ataques do PCC em Goiás

Segundo Irapuan Costa Jr., alerta sobre atuação do PCC em Goiás não foi destinado à população e governo monitora qualquer atitude suspeita no Estado

Foto: divulgação

O Secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Estado de Goiás (SSPAP-GO), Irapuan Costa Jr., disse em entrevista ao Jornal Opção que não existe motivo para preocupação em relação ao alerta sobre possível atuação da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) no Estado.

“O Estado de Goiás é muito seguro do ponto de vista policial, justamente porque ficamos em alerta para qualquer movimentação de atividade do crime organizado. Um aviso como esse significa apenas um recado para as forças policiais e as centrais de inteligência, não para a população. O que houve foi um indício de que poderia acontecer alguma movimentação nesse sentido, o que está sendo monitorado de perto. O que aconteceu em Minas Gerais não vai acontecer aqui”, garantiu.

Na última segunda-feira (4/6), veio a público um relatório da SSPAP que trata da possibilidade de ataques de integrantes da facção criminosa. O documento foi divulgando ao mesmo tempo em que cidades do Estado de Minas Gerais são alvos de ataques consecutivos a ônibus do transporte coletivo e prédios públicos. Desde o último domingo (3/6), foram 97 ataques em 33 cidades mineiras, sendo 61 a ônibus. O governador Fernando Pimentel (PT) atribui os ataques à facção criminosa.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.