Secretário é exonerado por recomendação do MPGO para solucionar nepotismo, em Orizona

O caso envolveu a filha e a esposa de Renato Vieira da Cunha; promotor concluiu que a situação configurou prática de nepotismo na administração municipal

Secretário é exonerado por recomendação do MPGO para solucionar nepotismo, em Orizona | Foto: MP-GO

Secretário municipal de Saúde de Orizona, Renato Vieira da Cunha foi exonerado por recomendação do Ministério Público de Goiás (MPGO), feita pelo promotor de Justiça Diego Osório da Silva Cordeiro, ao prefeito Felipe Antônio Dias. O caso envolveu a filha e a esposa do homem. Após ter ciência da orientação do promotor, o prefeito informo que Vieira foi exonerado do cargo em 31 de agosto.

Além disso, a esposa do secretário, Patrícia de Oliveira Mesquita, que é servidora pública de carreira, mas ocupava o cargo de confiança AFC-11, não exerce mais o cargo de confiança desde 1º de agosto. A conclusão de nepotismo foi tomada pelo promotor pelos cargos exercidos pela filha e esposa do secretário. Além de patrícia, a filha, Priscyla Mayara Mesquita Vieira, exercia função pública como farmacêutica credenciada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.