Secretário de Cultura de Aparecida vai acumular titularidade na Secretaria de Ação Integrada

Republicano Avelino Marinho, que já estava na Secretaria Municipal de Cultura foi nomeado como secretário interino de Ação Integrada nesta terça-feira, 12

O secretário municipal de Cultura de Aparecida de Goiânia, Avelino Marinho (Republicanos), vai acumular a titularidade da Secretaria Municipal de Ação Integrada, interinamente. A nomeação foi publicada nesta terça-feira, 12, no Diário Oficial do Município (DOM). Ele não deve acumular salários das duas pastas do primeiro escalão do município. O político substitui Vanilson Bueno (PSDB), que deve ir às urnas neste pleito e foi um dos seis políticos do primeiro escalão aparecidense que deixaram o posto antes da renúncia do ex-prefeito Gustavo Mendanha (Patriota).  

Segundo o político, o acúmulo será de forma interina, até que o prefeito Vilmarzin Mariano (Patriota), decida quem deve assumir a Secretaria de Ação Integrada. Ele se soma ao vereador Hans Miller (PSD), que assumiu a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação; o vereador Aldivo Araújo (MDB), que assume a Secretaria de Desenvolvimento Urbano; além de Divino Ajax, que assumiu a Secretaria de Articulação Política. Júlio César assumiu a secretaria de Planejamento e Regulação Urbana interinamente, assim como Davi Lorero e Valéria Frazão, que também assumem interinamente as pastas de Desenvolvimento Econômico e chefia de Gabinete de Segurança Institucional. 

“Até lá, tudo pode acontecer. Estou à disposição do prefeito. Sou servidor do município há 27 anos. Sou servidor efetivo do município e estou à disposição do prefeito, se ele achar que eu devo continuar na Secretaria de Ação Integrada, ficarei. Se achar que devo ficar na Secretaria de Cultura, estarei. Se não quiser que eu fique em nenhuma das duas pastas, voltarei para a minha secretaria de origem [Secretaria de Administração, onde é servidor efetivo]”, explica.

O republicano foi às urnas em 2020 e, mesmo como 11º vereador mais votado nas urnas aparecidenses, com 2.714 votos, o político não está entre os 25 vereadores da Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia. Sem ser exonerado no último dia 2, prazo de desincompatibilização dos secretários do primeiro escalão, o político não vai às urnas neste pleito.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.