Secretaria de Segurança nega falta de tornozeleira eletrônica em Goiás

De acordo com superintendente executivo de Administração Penitenciário, Governo cedeu equipamento para Rocha Loures por solicitação do Depen

Superintendente executivo de Administração Penitenciária, coronel Victor Dragalzew | Foto: Reprodução SSPGO

O superintendente executivo de Administração Penitenciária, coronel Victor Dragalzew, afirmou nesta terça-feira (4/7), durante entrevista coletiva, que não faltam tornozeleiras eletrônicas em Goiás. “Estamos atendendo todas as determinações judiciais”, disse.

Segundo ele, o que existem são entraves técnicos, uma vez que são poucas empresas que fazem esse tipo de serviço, destacando que os equipamentos precisam de manutenção.

De acordo com Dragalzew, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) e Departamento Penitenciário Nacional (Depen) trabalham em parceria em diversas circunstâncias e, sempre que é preciso, cooperam entre si. A solicitação da tornozeleira eletrônica para o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, inclusive, foi feita pelo próprio Depen.

A declaração foi feita após o promotor de Justiça Fernando Krebs abrir inquérito civil público para apurar suposta irregularidade no fornecimento de tornozeleira eletrônica para um preso de outra unidade da federação.

As investigações estão voltadas para fato ocorrido no último sábado (1), quando um servidor público estadual teria fornecido uma tornozeleira eletrônica do estoque do governo goiano para beneficiar o ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, que faz parte do sistema penitenciário do Distrito Federal.

No documento, o promotor observa que Goiás estaria com o estoque do equipamento em falta, havendo, inclusive, fila de espera para obtenção do aparelho.

De acordo com o superintendente, a informação não procede. Além disso, segundo ele, está em curso um novo processo de licitação para adquirir mais 5 mil novas tornozeleiras eletrônicas para o sistema prisional goiano.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.