Diferente das informações que tem circulado nas redes sociais, Secretaria Estadual de Saúde aponta que não vai alterar contratos de profissionais de saúde

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) confirmou que não haverá nenhuma mudança nos contratos com os profissionais de saúde que atendem no Centro de Reabilitação e Readaptação Dr Henrique Santillo (Crer) e no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira(Hugol). Circula nas redes sociais a informação de que em 45 dias seriam feitas demissões em massa, No entanto, o Secretário de Saúde Ismael Alexandrino tem mantido diálogo com as Organizações Sociais (OS) que administram as unidades para garantir a continuidade dos contratos.

Em redes sociais circulam até uma chamada para manifestação dos profissionais no próximo dia dois de julho. No entanto, a SES informa que “após diálogo com a organização social que gerencia o Hugol e o Crer, optou-se em não dar continuidade nas modificações contratuais de trabalho que estavam programadas”. Ou seja, não haverá demissões, e os servidores que hoje prestam serviço serão mantidos.

A SES ainda aponta que em razão da turbulência causada pela pandemia no Estado, é importante haver sinergia na força de trabalho. “A Secretaria reitera que zela pela qualidade e segurança do serviço público prestado aos cidadãos e que acompanha sistematicamente o trabalho desempenhado nas unidades da rede estadual”, diz a nota.