Secretária de Saúde de Goiânia promete rigor na fiscalização da retomada do comércio

Fátima Mrué destaca cooperação entre os diversos setores da sociedade e diz que retorno a partir do dia 6 parte de áreas com menor risco de propagação

Foto: Wictória Jhefany/Câmara de Goiânia

A secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, afirmou nesta quinta-feira, 28, que a retomada do comércio a partir do dia 6 terá intenso monitoramento da pasta. A gestora destacou que reunião realizada nesta quinta entre representantes de diversos segmentos é desdobramento de colaboração, que deve resultar na adoção de regras por todos.

Conforme explica a secretária, a partir do dia 6 ficará autorizada a retomada de atividades específicas. “Vamos medir esse comportamento durante uma semana e caso tenha um resultado melhor do que o que nós temos hoje sem essa flexibilização isso nos permite caminhar com mais outros segmentos”, destacou.

A reunião desta quinta irá servir de base para a construção do plano de abertura, sendo ele sequencial, começando por segmentos com baixo risco de proliferação do novo coronavírus.

“Com monitoramento rígido e firme de cada segmento que permitirmos o retorno, com possibilidade de adoção do fechamento até mais forte caso as condições determinadas não tenham sido cumpridas”, explica Fátima Mrué.

Outro ponto destacado pela secretária se dá sobre a exposição do monitoramento. Segundo ela, a pasta pretende expor para a sociedade o balanço dos impactos da flexibilização de forma regular, de forma que fique explicado decisões sobre manutenção, ampliação ou possíveis medidas para impor o fechamento novamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.