Secretária de Educação Básica pede demissão do governo Bolsonaro

Ela é apontada como uma das poucas na pasta a estabelecer diálogo técnico

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Em dia de turbulência no governo, a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Izabel Lima Pessoa, pediu demissão do cargo. Ela é apontada como uma das poucas na pasta a manter diálogo com especialistas da área.

A demissão, entretanto, ainda não foi confirmada pelo MEC. A pasta tenta implementar mudanças consideradas sensíveis, como a adoção de homechooling no país.

Um edital para compra de livros excluiu itens que exigiam respeito a diversidade, com possível aprovação de estereótipos ligados à raça e gênero. A compra de livros didáticos passa também pela chancela de Sandra Ramos, da Escola Sem Partido, que pretende tirar referências à cultura africana

Izabel não concordava com alguns pontos e sempre se colocava em cheque com a ala ideológica do governo Bolsonaro. Além disso, perdeu o marido, que morreu de Covid-19.

Izabel é funcionária de carreira do MEC desde 1990 e estava como secreétadesde agosto de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.