Secretária da Saúde se recusa a atender vereadores e pede contato por e-mail

Parlamentar diz que tenta uma audiência com Fátima Mrué desde o dia 30 de maio. Titular da pasta afirma que está aberta ao diálogo

Vereadora Dra. Cristina (PSDB), à direita, diz que tenta marcar audiência com a secretária desde o dia 30 de maio | Fotos: Larissa Quixabeira/ Câmara de Goiânia

Rafaela Bernardes

A vereadora Dra. Cristina (PSDB) usou a tribuna da Câmara Municipal de Goiânia, nesta terça-feira (4/7), para reiterar as denúncias de dificuldade de diálogo com a secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué.

“Desde o dia 30 de maio tento marcar uma audiência com a secretária. Antes, ainda me atendiam por telefone, agora a recomendação da assessoria é a de que a reunião deve ser marcada por e-mail. Já mandei vários e-mails e até hoje não tive resposta de nenhum deles”, lamentou a parlamentar.

Segundo a tucana, outros vereadores também enfrentam a mesma dificuldade. A audiência com a a titular da pasta seria para tratar da demanda por fisioterapia no município e sobre a falta de remédios para os pacientes que sofrem de Parkinson.

“Gostaria de levar até a secretária proposta de criação de uma gerência para regular a fisioterapia em Goiânia. Poderíamos estar prestando um serviço de muito mais qualidade à população. A outra pauta é sobre os pacientes, com menos de 50 anos, de Parkinson que deixaram de receber o medicamento pelo SUS”, explicou ao Jornal Opção.

A vereadora contou ainda que essa reclamação já teria chegado ao conhecimento do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB).

“O prefeito até sabe disso, e ele nos disse para não ficarmos na bronca com os secretários porque ele tem parcela de culpa nisso por centralizar demais a gestão. Respeito a forma de governar do prefeito, mas essa falta de diálogo já está passando dos limites. Tento contribuir com a administração pública, mas não consigo”, lamentou a vereadora.

Resposta

O Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde solicitando uma entrevista com Fátima Mrué, no entanto fomos respondidos por e-mail.

“A secretária municipal de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, acredita que mantém um bom relacionamento com a Câmara. A decisão de se dirigir voluntariamente à Casa para participar da Comissão de Saúde tem contribuído para estreitar os laços com os vereadores para que assim possam traçar juntos planos para a área de saúde goianiense”, diz o e-mail.

Ainda segundo a resposta enviada ao Jornal Opção, a titular da pasta se diz aberta ao diálogo. “De acordo com a disponibilidade da agenda, a secretária busca sempre atender as visitas dos parlamentares ao seu gabinete e está aberta ao diálogo”, finalizou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.