Secretaria Cidadã lança programa que vai investir R$ 3,2 milhões em economia solidária

Em solenidade com a presença do Ministro do Trabalho, o governador e a secretária Lêda Borges inauguraram iniciativa em parceria com governo federal 

A Secretaria Cidadã lançou, em evento no Palácio Pedro Ludovico Teixeira nesta segunda-feira (5/6), o Programa de Ações Integradas em Economia Solidária de Goiás, que prevê investimentos de R$ 3,2 milhões para beneficiar catadores de materiais recicláveis e trabalhadores da economia solidária. Na solenidade, estavam presentes o ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira (PTB), o governador Marconi Perillo (PSDB) e a secretária cidadã Leda Borges (PSDB).

O programa foi criado a partir de convênio celebrado entre o governo estadual e federal em 2014 e deve atingir 1200 catadores de materiais recicláveis e 800 beneficiários dos programas sociais do governo federal.

Com objetivo de fomentar o desenvolvimento regional, o Ações Integradas em Economia Integrada tem como premissa incentivar empreendimentos baseados na “autogestão, solidariedade, rede de cooperação, respeito à natureza, comércio justo e consumo solidário”. Para isso, serão criados espaços multifuncionais para formação, capacitação e assessoramento técnico destes trabalhadores.

A iniciativa vai beneficiar inicialmente 86 municípios distribuídos em seis microrregiões do estado: Ceres (Território 1, com 22 municípios), Anicuns (Território 2, com 13 municípios), Goiânia (Território 3, com 17 municípios), Vão do Paranã (Território 4, com 15 municípios), Pires do Rio (Território 5, com 10 municípios) e Quirinópolis (Território 6, com 9 municípios).

“Os pequenos negócios sempre foram grandes geradores de emprego e renda e a valorização de pequenos empreendedores sempre foi premissa do Governo de Goiás”, pontuou a secretária Lêda. “Então, o que faremos nesse projeto é fomentar essas iniciativas, qualificando essas pessoas para a produção conjunta em bases solidárias”, finalizou.

Para o secretário Ronaldo Nogueira, o programa possibilita que o trabalhador autônomo e as pessoas em situação de vulnerabilidade social possam gerar renda e tenham um ambiente para expor seus produtos e obter assessoria em saúde, segurança e comércio. “É importante também ir além dessas ações de capacitação para criar uma consciência das famílias onde os resíduos são gerados, para que possamos facilitar a vida dos trabalhadores que atuam nesse ambiente”, completou.

A cerimônia também contou com a presença do deputado federal Jovair Arantes (PTB), dos deputados estaduais Henrique Arantes (PTB), Julio da Retifica (PSDB) e Francisco Oliveira (PSDB) e da vereadora Cristina Lopes (PSDB).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.