‘Se Caiado não fosse eleito, Centro de Diabetes acabaria’, diz Kajuru

“Eu tenho certeza que se ele tivesse perdido a eleição, isso aqui ia acabar. Até por questões políticas contra mim”, afirmou o senador

O Centro Estadual de Atenção ao Diabetes (CEAD) recebeu nesta sexta-feira, 12, a visita do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, recepcionado pelo governador Ronaldo Caiado e o idealizador do projeto, o senador Jorge Kajuru.

Durante o encontro, Kajuru agradeceu a presença do ministro e ressaltou a competência, a qualificação e a simplicidade de Mandetta, que foi ao encontro de Kajuru para debater o projeto.

“Esse modelo é uma referência para o Brasil inteiro. Aqui tem 15 médicos, nem posto de saúde tem isso. Aqui tem 4 podólogos. Agradeço ao Zé Paulo, ao HGG, que é uma referência. Nada disso teria sequência se Goiás não tivesse elegido um homem público da envergadura moral de Ronaldo Caiado. Eu tenho certeza que se ele tivesse perdido a eleição, isso aqui ia acabar. Até por questões políticas contra mim”, afirmou.

Kajuru aproveitou o momento para agradecer ao governador Caiado, “o primeiro a entrar com projeto para que este modelo do Centro Diabético de Goiás se transforme em nacional, para todo o Brasil”.

Ainda segundo o senador, Mandetta disse que seria preciso apenas aprovar o projeto no Senado e que ele ‘cuidaria’ do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

“O presidente Jair Bolsonaro está pronto pra sancionar esse projeto histórico para o Brasil inteiro, que foi feito em mãos. Eu devo muito a Câmara Municipal de Goiânia, que me apoiou muito”, concluiu.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Evandro Cardoso

Esse Kajuru,é um falastrão!

João Luiz Silva

Porém a saúde de todo restante de toda população estaria melhor.