Secretária de Saúde inicia investigação em trabalhadores aeroportuários que irão tomar AstraZeneca em Goiânia. Entenda

Estudo em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) já é realizado desde março deste ano também com pessoas que tomaram a CoronaVac. Trabalhadores aeroportuários de Goiânia iniciam nova fase com AstraZeneca

Foto: Divulgação

Desde março deste ano, a Prefeitura de Goiânia, em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), realiza um inquérito vacinal com a Astrazeneca e a Coronavac em pessoas que receberam as vacinas. No estudo, ocorre uma coleta de sangue antes da aplicação da vacina e outra após seis meses. Uma terceira coleta é realizada 12 meses após o período.

“Vamos verificar se a pessoa já tinha anticorpos, se vai desenvolver, se terá Covid-19 mesmo estando vacinada, ou seja, é um trabalho de vigilância, de monitoramento pós-vacina”, explicou o secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso.

O inquérito, agora, será ampliado para pessoas da comunidade aeroportuária (1.855 pessoas na capital), que recebem a partir desta quinta-feira, 27, a primeira dose da Astrazeneca. Aqueles que fizerem parte do estudo deverão preencher um formulário e apresentar um documento pessoal com foto e credencial aeroportuária válida.

A vacinação será realizada pela Secretaria Municipal de Saúde. Já a UFG em parceria com um laboratório privado irá fazer a análise dos dados. Com intuito de evitar aglomerações, a SMS produziu um cronograma com as datas e horários com base na primeira letra do nome. A vacinação ocorre no Aeroporto Santa Genoveva, das 8h às 17h.

Sexta-feira (28/05) – De A a E
Segunda-feira (31/05) – De F a K
Terça-feira (01/06) – De L a S
Quarta-feira (02/06) – De T a Z

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.