Saúde aguarda posição de Rogério Cruz sobre lei seca para adequar fiscalização

Com o novo decreto estadual da Lei Seca, a SMS depende de novas orientações do Paço Municipal para saber como vai atuar a partir de agora

Foto: Prefeitura de Goiânia

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) afirmou, na manhã desta quarta-feira, 27, que vai aguardar o posicionamento do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) sobre o decreto da Lei Seca para “traçar novas estratégias de fiscalização”. O decreto, que já foi publicado, restringe a venda de bebidas alcoólicas das 22h ás 6h em bares e restaurantes.

Ao Jornal Opção, a pasta informou que fiscalizações contra aglomerações e eventos clandestinos são executadas na capital diariamente. No entanto, a Secretaria ressaltou que grandes operações conjuntas não estão ocorrendo no momento.

As ações estão sendo realizadas pela Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), Guarda Civil Metropolitana (GCM), Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação (Seplanh) e Vigilância Sanitária, com atuações individuais.

Com o novo decreto estadual da Lei Seca, a SMS depende de novas orientações do Paço Municipal para saber como vai atuar a partir de agora.

A reportagem do Jornal Opção tentou contato com a assessoria da prefeitura, mas não obteve retorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.