Pasta havia liberado duas parcelas de R$ 600 em nome da ativista bolsonarista

Sara Winter | Foto: Reprodução

O Ministério da Cidadania afirmou ter bloqueado os valores do auxílio emergencial liberados em nome da ativista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter.

A pasta afirmou ao O Globo que Sara enviou, em 30 de julho, um ofício com boletim de ocorrência afirmando que havia sido vítima de fraude e que não tinha pedido o auxílio.

O ministério diz que já bloqueou os valores e que está tomando providências para a regularização da situação e devolução dos recursos de duas parcelas de R$ 600 aos cofres públicos.