Santana Gomes ironiza Major Araújo: “Marajá Araújo nunca deve ter sido PM em Goiás”

Parlamentar do PSL fez uso da palavra para responder críticas do deputado do PRP ao governo estadual

Deputado estadual Santana Gomes (PSL), ao defender o governador Marconi Perillo (PSDB) na tribuna da Assembleia, chamou por várias vezes o parlamentar Major Araújo de "Marajá Araújo"

Deputado estadual Santana Gomes (PSL), ao defender o governador Marconi Perillo (PSDB) na tribuna da Assembleia, chamou por várias vezes o parlamentar Major Araújo de “Marajá Araújo” | Foto: Reprodução/Alego

O deputado estadual Major Araújo (PRP) usou a palavra no plenário da Assembleia Legislativa na tarde desta terça-feira (1º/3) para criticar o governador Marconi Perillo (PSDB) e elogiar o coronel Divino Alves Oliveira por encarar um desafio difícil de assumir o comando geral da Polícia Militar goiana e o tenente-coronel Ricardo Rocha por encarar o desafio de comandar o policiamento da capital.

Em resposta, o deputado Santana Gomes (PSL) foi para a tribuna do plenário da Casa e, chamando Major Araújo todas as vezes em que citou o nome do parlamentar de “Marajá Araújo”, questionou o político do PRP que criticou o governo estadual.

Para Santana Gomes, “Marajá Araújo” nunca prestou um trabalho como policial militar que justificasse uma aposentadoria com salário de R$ 40 mil pela Polícia Militar de Goiás, segundo discurso do parlamentar do PSL. “O Estado nunca fez tanto pela PM como o governador Marconi Perillo (PSDB).”

O deputado Talles Barreto (PTB) elogiou a defesa feita por Santana Gomes ao governo, ao dizer que é pertinente reconhecer o trabalho de Marconi para valorizar os policias militares de Goiás.

Major Araújo criticou o governador por ter, segundo o parlamentar do PRP, atacado o mesmo tenente-coronel Ricardo Rocha, quando foi preso e investigado pela Operação Sexto Mandamento, ainda como major, em 2011, por acusação de participar de um suposto grupo de extermínio da PM em Goiás.

Também acusado na Sexto Mandamento, que teve os casos arquivados por falta de prova na Justiça goiana, o ex-secretário de Segurança Pública e agora deputado estadual Ernesto Roller (PMDB) endossou o discurso de Major Araújo e afirmou que os que hoje estão no Executivo goiano atacaram os policiais que foram investigados pela Polícia Federal em 2011.

Santana Gomes se referiu todas as vezes ao parlamentar do PRP por “Marajá Araújo”, em referência, na fala do deputado do PSL, a um ex-militar que nada fez para usar a patente de major em seu nome político. Santana chegou a defender em sua defesa ao governo que Major Araújo não sabe o que fala quando se refere a relação do Estado com a PM desde na atual administração tucana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.