Samu e odontologistas aderem à greve da Saúde municipal

Decisão foi anunciada durante assembleia realizada pelo Sindsaúde na manhã desta quinta-feira (16)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Goiânia anunciou, durante assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (16/4) pelo Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde de Goiás (Sindsaúde) que vai aderir à greve da Saúde municipal.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindsaúde, o Sindicato dos Odontologistas no Estado de Goiás (Soego) também teria anunciado adesão à paralisação.

Na última quarta-feira (15), os médicos vinculados à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia decidiram cruzar os braços e a Guarda Municipal Metropolitana (GCM) anunciou o fim da greve após negociação com o presidente da Câmara.

A Educação e a Saúde municipais seguem com a paralisação sem previsão de término.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.