Saída de Ortegal pode selar candidatura de Iris em Goiânia

Fim do prazo para desincompatibilização de secretários deve revelar chapa irista na corrida pelo Paço

Com o fim do prazo para desincompatibilização, que se encerra nesta quinta-feira 4, o secretariado de Iris deve sofrer algumas alterações. No entanto, mais do que isso, mostrará se, de fato, o prefeito Iris Rezende (MDB) será candidato à reeleição. Essa é a avaliação nos bastidores do Paço.

Caso Paulo Ortegal deixe a Secretaria de Governo, será para candidatar-se à vice de Iris. Se o homem de confiança do prefeito não desincompatibilizar, o jogo político está aberto e Iris pode inclusive apoiar outro nome nas eleições deste ano.

Ortegal tem evitado dar sinais de sua decisão até mesmo a aliados, o que mostra a importância de seu passe na composição da chapa irista. Agenor Mariano, da Secretaria de Administração, também é citado como possível vice de Iris, essa composição poderia ser confirmada caso ele se desincompatibilize e Ortegal siga no governo.

Mizair Lemes Jr. afirmou ao Jornal Opção que segue no comando da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), e que deve apostar em uma candidatura a deputado estadual ou até mesmo federal em 2022. Neste ano, seu pai, o ex-vereador Mizair Lemes, será candidato em Goiânia.

Vale lembrar que já se desincompatibilizaram Henrique Alves e Paulo Henrique Rodrigues, que deixaram a Seplanh e GoiásPrev respectivamente. Fernando Santana pode deixar a Secretaria Municipal de Trânsito (SMT) e se juntar aos ex-secretários na corrida por uma concorrida cadeira na Câmara Municipal de Goiânia. Esta quinta-feira será um dia decisivo para a política na capital do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.