Saiba como não errar ou sair frustrado do amigo secreto

Em época de confraternizações, o Jornal Opção reuniu dicas para as brincadeiras
tradicionais de trocas de presentes

O amigo secreto é um dos desafios das festas de fim de ano. Enquanto uns temem tirar
alguém muito difícil de presentear, outros ficam ansiosos por saber quem tirou seu nome ou,
mesmo, o que irá receber de presente.

Para evitar transtorno, o segredo é saber como não errar na hora de participar da brincadeira.
E isso vale tanto para presentear como para dar dicas ao seu amigo oculto na hora do sorteio.
O Jornal Opção conversou com algumas pessoas e reuniu, nesta matéria, algumas premissas
importantes para não decepcionar ou sair frustrado.

Primeiro
Caso você faça parte de um grupo com as pessoas que irão brincar, estabeleça uma lista de
coisas que elas devem definir para ajudar quem lhe tirou. Por exemplo, cada um terá que
dizer quanto calça, numeração de roupa, e coisas do tipo. Assim, nem você nem quem te tirou
irá errar. O estudante Joaquim Lemes relata que já passou pela experiência de receber uma
roupa no tamanho errado. “Até que dá para trocar, mas dependendo de onde a pessoa
comprou não tem como”, conta.

Segundo
Ainda em sintonia com a dica anterior, faça todos dizerem qual presente de preferência e dar
dicas de gostos, caso o grupo não seja tão íntimo assim. O jornalista Vinicius Pontes ressalta
a importância de ser bem específico baseado em uma experiência pessoal. “Uma vez eu falei
que gostava muito de Harry Potter e pedi coisas relacionadas, a pessoa me deu um livro que
eu já tinha”, conta.

Terceiro
Essa é muito importante. Estabeleça um valor mínimo e um preço máximo para o presente. A
dica é do jornalista Vinicius Marques. “É bom ter essas regras, porque a gente pode ganhar
alguma coisa que está aquém das nossas expectativas”, diz. Assim é possível evitar que
alguém receba um presente injusto ou que alguma pessoa ganhe algo muito discrepante dos
outros, porque o amigo resolveu exagerar no preço.

Quarto
A auditora contábil Miriam Costa, que é traumatizada com a brincadeira, suplica para que as
pessoas se perguntem “será que eu gostaria de ganhar isso?” e “qual o uso disso para outra
pessoa?”. Para ela, esses são questionamentos essenciais na hora de comprar o presente.

Quinto
Saiba fingir que gostou. É verdade, nem sempre o que você ganhar vai te agradar, mas para
evitar o climão, fazer de conta que o presente foi bom é necessário. Talvez ensaiar para isso
seja uma dica.

Sexto
Não fuja do recomendado pela pessoa, caso ela tenha dado dicas. Quase sempre pensar “ah
mas eu acho que esse presente é bem melhor do que o que ela está pedindo” vai agradar. Pelo
contrário, pode decepcionar, e muito, seu amigo.

Sétimo
Adequar o presente à idade do amigo também é importante. Nas famílias é comum
participarem pessoas de todas as idades. O jornalista Júnior Bueno conta que, quando era
criança, chegou a ganhar um prato, enquanto outros ganharam brinquedos. “Hoje eu entendo
o contexto em que eu ganhei aquilo, foi na melhor das intenções, naquela ocasião, ter um
prato para ela (a amiga) era muito importante, mas eu esperava pelo brinquedo”, relata.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.