Saiba como aproveitar a Black Friday em Goiás sem riscos de cair em fraudes de preço

Lista de recomendações do Procon-GO inclui listagem de produtos e empresas que irão oferecer descontos. Em outras edições, órgão registrou ações fraudulentas

Foto: Reprodução / Agência Brasil

Buscando atender aos consumidores que irão às compras na Black Friday deste ano, que ocorre nesta sexta-feira, 29, o Procon Goiás divulgou uma série de orientações aos consumidores. A data em que diversas redes de varejo ofertam promoções pode, como em edições passadas, maquiar preços. Além das recomendações, o órgão divulgou uma planilha de preços das principais lojas que irão aderir ao que se espera ser um dia de mega promoções.

Em compras online e presenciais, o consumidor deve estar atento a riscos que envolvem desde compras por impulso à utilização de preços maquiados – oferta apresentada como uma promoção, que na verdade manteve seu valor original. Caso o comprador perceba alguma das irregularidades citadas abaixo, o Procon-GO orienta o registro de denúncia online e, em casos de preços maquiados, fotos podem ser anexadas à reclamação. A lista de lojas e produtos pesquisados pelo órgão pode ser conferida no site do Procon-GO. Uma segunda relação de lojas e produtos será divulgada na quinta-feira, 28.

O órgão informa que o esquema fiscalização será mantido entre os dias 28 e 29, quinta e sexta-feira. Na edição de 2018, o órgão notificou 38 das 61 lojas monitoradas.

Sites a serem evitados

Entre as recomendações listadas pelo Procon-GO está a possibilidade de consultar mais de 300 sites pesquisados pelo Procon-SP que devem ser evitados. Compõem a lista sites que foram notificados pelo órgão, não responderam ou não foram encontrados. Confira aqui.

Orientações que devem ser seguidas antes de ir às compras:

– Pesquisa antecipada: pesquise os preços dos produtos ou serviços desejados antes da compra em pelo menos três sites participantes da Black Friday e em outros fornecedores para verificar se a oferta é realmente vantajosa.

– Compras por impulso: não se deixe levar pelo apelo emocional da oferta e comprar itens desnecessários, cujos valores, se somados a outras dívidas, podem dificultar o pagamento e levá-lo ao endividamento.

– Política de privacidade: leia a política de privacidade da loja virtual para identificar os compromissos assumidos pela loja virtual quanto ao armazenamento e manipulação de senhas e dados. Importante que o consumidor fique atento aos requisitos de segurança para inserção de senhas e dados.

– Comprovação de documentos: imprima ou salve todos os documentos que demonstrem a compra e a confirmação do pedido, como comprovante de pagamento, contrato e anúncios publicitários. É importante fazer a reprodução (captura) da tela dos preços constando o horário e o domínio do site, pois a oferta deve ser cumprida conforme veiculado.

– A comercialização de produtos, ou serviços em loja, física ou online, deve observar as determinações do Código de Defesa do Consumidor – CDC. Nas compras pela internet o consumidor tem o prazo de até 7 (sete) dias, contados do recebimento da mercadoria ou da contratação do serviço, para exercer o direito de arrependimento, ocasião em que pode cancelar a compra independente do motivo, sem que nenhum valor lhe seja cobrado.

– Frete: verifique se não houve o aumento do valor do frete, o que pode tornar o desconto menos vantajoso.

– Produtos importados: os produtos importados adquiridos no Brasil em estabelecimentos devidamente legalizados seguem as regras nacionais.

– Entrega: solicite que o prazo de entrega seja registrado na nota fiscal ou recibo. O consumidor só deve assinar o documento de recebimento do produto após examinar o estado da mercadoria. No caso de irregularidades, elas devem ser relacionadas, justificando assim o não recebimento.

– Confira o produto no ato do recebimento. Caso o produto apresente vícios depois da entrega, deverá ser encaminhado à assistência técnica. A loja física ou virtual tem o prazo de 30 dias para solucionar o problema, após esse prazo o consumidor poderá exigir sua troca por outro produto idêntico, a devolução integral do valor pago ou o abatimento proporcional do preço.

– Em caso de redução de preços por vício, a informação deve ser prévia e clara. Porém, o vício não pode comprometer o funcionamento, utilização ou finalidade do produto.

– Lançamento de Produtos. Evite comprar produtos lançados na Black Friday, pois o consumidor não tem meios para aferir se o desconto vale ou não a pena.

Dicas de segurança:

  • Não compartilhe links via whatsapp que prometam promoções milagrosas; na maioria das vezes a mensagem é falsa, com conteúdo malicioso que pode prejudicar seu sistema operacional (vírus).
  • Comprar pela internet é mais rápido e cômodo, mas é preciso tomar alguns cuidados.
    Verifique se o site é protegido pelo certificado SSL, que são o cadeado no navegador, a letra S no HTTP e o Selo de Segurança, além de confirmar se o Certificado Digital foi emitido para o mesmo endereço web da página pesquisada.
  • Procure no site a identificação da loja, como razão social, CNPJ, endereço, telefone fixo e outras formas de contato, além do email.
  • Cuidado ao clicar em links recebidos por e-mail marketing. Veja se a extensão do destinatário do e-mail corresponde ao da loja. Esses links podem levar a sites que são cópias dos originais, mas que servem apenas para furtar seus dados.
  • Evite sites que exibem como forma de contato apenas um telefone celular.
  • Prefira fornecedores recomendados por amigos ou familiares ou que possuam também estabelecimento físico, para facilitar a localização da empresa, caso ocorra algum problema.
  • Prefira sites que tenham Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).
  • Instale programa de antivírus e o firewall, sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados, e mantenha atualizados no computador.
  • Nunca realize transações online em lanhouses, cybercafés ou computadores públicos, pois podem não estar adequadamente protegidos.
  • Evite os horários de pico de acessos, quando as páginas ficam mais lentas e, no caso de dúvidas, entre em contato com o SAC e os canais de rede social da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.