Ronaldinho Gaúcho e irmão são presos no Paraguai

Ronaldinho Gaúcho apresentou documentos falsos no Paraguai | Foto: Reprodução

O ex-jogador de futebol, Ronaldinho Gaúcho, e o irmão dele, Roberto de Assis, foram detidos na noite de sexta-feira, 6, no Paraguai. Eles são investigados por entrarem no país vizinho com passaportes adulterados.

Os irmãos passaram a noite na Agrupación Especializada da Polícia Nacional, mesmo local onde ficou o traficante brasileiro Marcelo Pinheiro Veiga, vulgo Marcelo Piloto, um dos líderes do Comando Vermelho. Ronaldinho e Roberto não dividiram cela com presos comuns.

A prisão aconteceu após depoimento de mais de seis horas, em audiência no Juizado Penal de Garantias de Assunção. O juiz não aceitou a tese do Ministério Público paraguaio de que os brasileiros estariam livres por colaborem com a investigação.

Até então, Ronaldinho e Roberto não tinham impedimento de deixar o país, e o fariam ainda na madrugada de sábado, mas o magistrado pediu a prisão para impedí-los.

Ambos tiveram documentos retidos na quinta-feira, 6, um dia após a chegada deles para participação de evento na ONG Fundação Fraternidade Angelical. Eles apresentaram os documentos adulterados, o que chamou a atenção das autoridades, que fizeram buscas no hotel em que estavam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.