Roller afirma que Daniel Viela tem condições de provar inocência e disputar governo

Prefeito de Formosa ainda não está convencido do nome do deputado federal para 2018, mas reforça tese da “oposição unida”

Arquivo

O prefeito de Formosa, Ernesto Roller, do PMDB, não é um grande entusiasta do nome do deputado federal Daniel Vilela como candidato do partido para o governo de Goiás. Ele integra o grupo na legenda que, apesar de garantir que prefere uma candidatura própria, vê no senador democrata Ronaldo Caiado o caminho mais fácil de chegar ao Palácio das Esmeraldas, tendo como única referência as iniciais e precoces pesquisas de intenção de voto.

Em entrevista recente, logo após se reunir com prefeitos do partido para tratar de 2018, o peemedebista reiterou que defende um nome da própria sigla, mas com a ressalva de que é necessário diálogo com outros partidos. “É preciso formar um projeto de oposição para depois escolher um nome”, defende.

Especificamente sobre Ronaldo Caiado, Roller diz que sua força, sobretudo no interior, é demonstrada nas pesquisas eleitorais. Reforça, mais uma vez, entretanto, a importância do diálogo no processo eleitoral.

“O PMDB pode e deve ter um candidato, mas isso não pode ser uma regra absoluta, porque, se for, é uma medida excludente, pois exclui aqueles que querem sentar à mesa para discutir”, argumentou.

Questionado sobre o suposto envolvimento de Daniel em qualquer esquema no âmbito da Lava Jato, Roller se limitou a dizer que o deputado possui todas as condições de provar a lisura em procedimentos político-eleitorais anteriores e, ainda assim, ser o nome do PMDB para 2018.

*Atualizada às 12 horas. Anteriormente, a matéria dava conta sobre suposto envolvimento do deputado Daniel Vilela em esquema de propina da JBS, o que não procede.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.