Rollemberg estima que obras do Sistema Produtor Corumbá devem ser entregues em 2018

Obra de parceria entre os governos de Goiás e Distrito Federal pretende resolver a crise hídrica de Brasília

Rollemberg em coletiva de imprensa durante encontro de governadores | Foto: Divulgação / Gabinete Imprensa

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg (PSB), afirmou nesta sexta-feira (3/2) que a expectativa é de que as obras do Sistema Produtor Corumbá, construído na Usina Hidrelétrica de Corumbá IV, que fornecerá abastecimento para as regiões do Distrito Federal e municípios goianos do Entorno, sejam concluídas até o fim de 2018.

Rollemberg esteve em Goiânia para participar da primeira reunião do ano do Fórum de Governadores Brasil Central de 2018, onde pode discutir a questão com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) e com o ministro de Cidades, Bruno Araújo.

Segundo o governador do DF, o ministro garantiu intermediação para viabilizar a continuidade das obras, paralisadas após suspeita de superfaturamento na compra de bombas especiais. Em novembro do ano passado, o Ministério das Cidades suspendeu o repasse de verbas federais para as obras.

“É uma obra que grandiosa, que vai resolver o problema hídrico de Brasília e de cidades do entorno Sul. O ministro de Cidades está intermediando a questão com o Ministério Público e o consórcio contratado para resolver a questão, para que os pagamentos possam ser refeitos e as obras retomadas, a fim de que se cumpra o prazo estimado, que é até o final de 2018”, anunciou Rollemberg.

O Sistema Produtor Corumbá é uma obra de parceria entre os governos de Goiás e Brasília, através das companhias de saneamento e abastecimento Saneago e  Caesb. Quando concluída, a nova adutora irá abastecer uma população de até 600 mil pessoas, em Santa Maria, Gama, Recanto das Emas, em Brasília, e Luziânia, Cidade Ocidental, Novo Gama e Valparaiso, em Goiás.

O governador de Brasília anunciou ainda que em março, ele e Marconi Perillo irão inaugurar a estação de tratamento de esgoto de Águas Lindas, no entorno do Distrito Federal. “É a mais moderna estação do Brasil e vai garantir a qualidade da água da barragem do Descoberto, que abastece 65% da população de Brasília”, lembrou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.