Rodrigo Maia diz que deve pautar Plano Mansueto na próxima semana

Presidente da Câmara também elogiou a conduta do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na condução da crise da pandemia no Brasil

Rodrigo Maia (DEM) | Foto: Reprodução

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), deve pautar o Plano Mansueto no início da próxima semana. A proposta  estabelece um programa de ajuda financeira aos estados comprometidos com medidas de ajuste fiscal.

Na semana que vem, a Câmara também deve analisar o texto aprovado pelo Senado que amplia o benefício de R$ 600, já sancionado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e que recebeu alguns vetos.

A proposta estende os recursos para outras profissões e pessoas que não estavam na medida original, como trabalhadores intermitentes, ativos ou não. Para Maia, é preciso discutir com a equipe econômica o impacto da medida. “Para que a gente compreenda como ajudar a avançar na matéria sem ser um valor enorme e atendendo essa outra parte da sociedade”, explicou.

O presidente da Câmara também disse que vai organizar um calendário de votações de Medidas Provisórias na semana que vem para dar celeridade às propostas no combate à pandemia.

Pesquisa Datafolha

Questionado por jornalistas, Maia também comentou sobre a pesquisa publicada nesta sexta-feira, 3, pelo Instituto Datafolha que mediu a aprovação do presidente Bolsonaro e das políticas do ministério da Saúde no combate à pandemia.

Para Rodrigo Maia, os índices mostram que a sociedade brasileira apoia o trabalho de Mandetta. “A pesquisa mostra a condução firme, objetiva, transparente e corajosa do ministro no comando da crise, e mostrando ao Brasil suas qualidades como gestor público”, disse.

Na pesquisa, a aprovação do Ministério da Saúde, comandado por Luiz Henrique Mandetta, chega a 76%; enquanto a de Bolsonaro está em 33%. O presidente da República e o ministro da Saúde tem entrado em conflito em razão das medidas a serem tomadas em razão do enfrentamento do coronavírus no País. (Com Agência Câmara)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.