Roda Viva vira alvo de críticas após entrevista com Manuela D’ávila. Veja como políticos reagiram

Internautas e personalidades declararam apoio à pré-candidata à presidência, interrompida dezenas de vezes durante as suas respostas

Em entrevista ao programa Roda Viva, Manuela D’Ávila foi interrompida diversas vezes | Foto: Reprodução/Facebook

A deputada estadual e pré-candidata à presidência Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) foi a “entrevistada” do programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira (25/6). As aspas servem à situação, pois a parlamentar foi, na verdade, interrompida de diversas formas durante as tentativas de responder as peguntas.

O contexto machista e anticomunista era bem captado a cada pergunta ou a cada intermissão. Durante o programa, porém, Manuela, continuou firme e tentou responder a todos, não se alterando diante das provocações.

O Partido da pré-candidata, inclusive, registrou que Manuela foi interrompida 62 vezes, enquanto outro pré-candidato, Ciro Gomes (PDT), entrevistado em maio, apenas 8.

A internet também não perdoou e, desde os que acompanharam a entrevista ou os que souberam do ocorrido pela manhã, e condenaram o programa com duras críticas. Veja algumas das reações, inclusive de outros políticos que declararam apoio à situação pela qual passou a pré-candidata.

Assista a entrevista:

4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carlos

Engraçado e vcs deste jornao so volocarem opinioes da esquerda kkkkkk roda viva tem mais de 40 anos de credibilidade …. E vcs kkkkk e eles e que sao tendenciosos ne

Pedro Drummond

O Roda Viva é tão decadente quanto a Veja, há anos só tem credibilidade para retardados como você.

Sonia

Grande Manuela ! Com sua tranquilidade e segurança deixou a mostra a triste ignorância dos representantes da mídia empobrecida!

José Lucena

Diante dos fatos a opiniào que nega as evidências revela viés partidario, sectário.
Esta materia noticia exatamente o que aconteceu. Esse programa, enquanto conduzido por Augusto Nunes, em que pese seu reconhecido compromisso ideológico, jamais foi palco de algo tão ridículo: um dos “entrevistadores” é assessor de outro pré-candidato à presidência e valeu-se da condição de entrevistador para tentar desconstruir a entrevistada. Simplesmente vexatório esse episódio.
Esclareço que não sou eleitor do PCdoB e não apoio a sua ideologia. A mim importa o respeito à democracia e o direito do cidadão à informação, isenta de quaisquer manipulações.

Samir Mourad

O Roda Viva acabou……Foram anti éticos, anti democráticos e acabaram como uma veja estatal.