Roberto Justus discute com Marcos Mion e critica “histeria” por coronavírus

“Não fique preocupado com o vírus entrando na favela, porque não vai matar ninguém. Só gente que já está doente e velhinho”, afirma Justus

Foto: Reprodução

O empresário Roberto Justus teve um áudio vazado em uma conversa com o apresentador Marcos Mion, em que faz críticas às medidas adotadas no combate ao coronavírus. Tudo começou quando Mion compartilhou um vídeo alertando a população para que fiquem em casa pois o pico da contaminação do vírus ainda está por vir.

O empresário, irritado com as informações compartilhadas pelo colega, enviou um áudio de três minutos contestando a prospecção de até um milhão de mortos. “Tem que isolar os velhinhos, cuidar deles, não ter aglomerações, grandes eventos, isso sim. Mas esse isolamento vai custar muito mais caro”, argumentou Justus.

“Você está preocupado com os pobres? Você vai ver a vida devastada da sociedade na hora do colapso econômico, dos pobres não terem o que comer, das empresas fecharem, desemprego em massa, não dá para comparar com um ‘virusinho’, que é uma gripezinha para 90% das pessoas”, prosseguiu Justus, ao questionar os dados de uma pesquisa que diz que o período para isolamento ideal é desta segunda, 23, até quarta, dia 25, para evitar um grande colapso em abril.

Debate polêmico

“Não fique preocupado com o vírus entrando na favela, porque não vai matar ninguém. Só gente que já está doente e velhinho. Não tem nenhuma morte nas 12 mil que a pessoa não tinha problema de saúde recorrente no passado. Os pobres não são todos doentes. Na favela não vai acontecer nada. Vou te passar umas matérias, se tiver um bom inglês, por favor, leia, e você vai entender essa histeria desproporcional”, disse Justus.

Por meio de nota, a assessoria de Mion reforçou que o áudio é apenas uma parte de uma conversa de um grupo de amigos. “O vídeo, colocado no grupo pelo Mion, traz prospecções de diferentes cenários para diferentes variáveis. Não se tratava de uma única afirmação determinista. Os integrantes do grupo discutiam livremente em cima das possibilidades colocadas pelo especialista, assim como discutem várias outras prospecções e cenários”, destaca o comunicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.