Eleito em Anápolis, Roberto do Órion planeja reuniões com ministros e empresários

Petebista revela ao Jornal Opção expectativas para o primeiro mandato de sua carreira política e detalha compromissos que terá antes de 1º de janeiro

Divulgação/Facebook

Divulgação/Facebook

Prefeito eleito em Anápolis com 51,23% dos votos válidos, Roberto do Órion, do PTB, irá dedicar os próximos dois meses, antes de tomar posse em janeiro de 2017, para reuniões com ministros e empresários. A intenção do petebista é assumir a administração anapolina com investimentos garantidos para seu primeiro mandato.

“Pretendo passar um bom tempo em Brasília. Irei me reunir com ministros para discutir a proposta orçamentária e recursos para a cidade. Também me reunirei com empresários. Será basicamente um trabalho de bastidores”, contou o professor em entrevista ao Jornal Opção, na tarde desta segunda-feira (31/10).

Em disputa acirrada com o atual prefeito, o petista João Gomes, Roberto do Órion venceu as eleições em Anápolis, terceiro maior colégio eleitoral do Estado, com uma diferença de cerca de 4 mil votos. O petebista admite dificuldade na disputa, mas lembra que não esperava outro cenário, uma vez que adotou a “nova forma de fazer política” como mote de sua campanha.

“Propusemos a ser o novo. Foi uma campanha barata, sem carreatas, sem cabo eleitoral, fiel ao novo modelo de fazer política. Poderia ser mais fácil, mas preferimos manter nossa proposta. Aceitamos o resultados das urnas muito felizes”, asseverou.

Durante entrevista, Roberto do Órion afirmou que ainda não conhece a fundo a atual situação financeira da Prefeitura de Anápolis, mas conta que João Gomes já sinalizou para um transição de governo tranquila e democrática. “Respeitamos bastante o prefeito”,  disse o petebista.

Postura republicana

Prestes a assumir o comando da gestão em Anápolis, Roberto do Órion terá como um de seus primeiros desafios criar bom trânsito na Câmara Municipal, que segue com maioria aliada à administração petista. Em entrevista recente à reportagem, o prefeito eleito disse que confia no bom senso dos vereadores, e informou que abrirá um canal de diálogo com todos eles.

“Ali estão homens e mulheres que não pertencem a um partido. Gente que recebeu a incumbência de representar a população. Vou abrir um canal de diálogo com todos, porque ali estão os representantes do povo. A mudança é colocar a cidade acima dos interesses pessoais ou de um partido. E penso que todos os políticos que se elegeram entenderam esse recado vindo das urnas”, argumentou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.