Richthofen deixa a prisão em benefício pelo Dia das Mães

Condenada a 39 anos de detenção por ter participado do assassinato de seus pais em 2002, Suzane deixou prisão nesta quarta-feira (4/5) e retorna na próxima terça-feira (10)

Foto: Reprodução/ TV Record

Esta é a segunda vez que Suzane consegue benefício de saída temporária | Foto: Reprodução/ TV Record

Suzane von Richthofen participou de um dos crimes de maior repercussão no Brasil. Em 2002, ela arquitetou, junto ao ex-namorado Daniel Cravinhos e o irmão dele, Cristian, o assassinato de seu pai, Manfred e sua mãe, Marísia von Richtofen. Nesta quarta-feira (4/5), ela conseguiu obter benefício de Dia das Mães e deixou a prisão temporariamente um dia antes das demais presas da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier.

Como ela está em regime semiaberto, tem direito, caso apresente bom comportamento, a cinco saídas temporárias por ano, na Páscoa, no Dia das Mães, Dia dos Pais, Finados e Natal/ Ano Novo. Desde que ela foi condenada, em 2006, esta é a segunda vez que ela consegue o benefício, sendo que a primeira foi também em 2016, no feriado de Páscoa.

Suzane sido condenada a 39 anos de prisão pela participação no crime e conseguiu, em outubro de 2015, também o benefício do regime semiaberto. Ela retorna ao presídio na próxima terça-feira (10).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.