Revendedores Ford querem indenização por prejuízo causado pelo encerramento da produção no Brasil

A partir do comunicado divulgado na segunda-feira, 11, diversos pedidos já foram cancelados e negociações interrompidas. Principal preocupação dos possíveis proprietários gira em torno da manutenção dos veículos e acesso a peças

Foto: Divulgação

Após a montadora Ford anunciar, na última segunda-feira, 11, o encerramento da fabricação de veículos no Brasil, diversos pedidos já foram cancelados e negociações interrompidas.

Além da perda de valor de mercado, uma das principais preocupações daqueles que pensavam em adquirir um veículo da marca, e até daqueles que já possuem carros Ford, é que a manutenção dos veículos e acesso a peças se torne mais cara e mais restrita em todo País.

Devido ao grande prejuízo já registrado, bem como o comunicado da montadora que acabou surpreendendo não só os consumidores, mas também os donos de concessionário Brasil a fora, os empresários já discutem um plano de cálculo de indenização que poderá ser reivindicado na Justiça, caso a montadora não apresente uma saída satisfatória aos empresários.

Conforme mostrado pelo jornal Folha de S. Paulo a ideia encampada por uma empresária mineira revendedora dos produtos Ford é que tal indenização deva cobrir valores proporcionais por ano de trabalho, reparando, assim, os próximos 12 meses que serão prejudicados a partir da decisão da montadora.

Ainda de acordo com a reportagem, oficialmente, a associação que representa os distribuidores Ford, a Abradif, ainda não se posicionou. Uma fonte do setor adiantou que os concessionários aguardam contato da empresa e discutem um posicionamento unificado.

No comunicado oficial divulgado à imprensa, a Ford disse calcular que 5 mil trabalhadores serão demitidos nas fábricas do Brasil e da Argentina e reforça trabalhar por um plano justo para minimizar impactos do encerramento da produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.