Reunião no próximo sábado (26) pode definir permanência do PSD na base

Membros do partido devem decidir se continuam na base ou se caminharão com a oposição nesse pleito

Deputado estadual Simeyzon (PSD) acredita que o partido deve permanecer na base | Foto: Arquivo

O futuro do PSD pode ser definido em reunião do partido que acontece no próximo sábado (26/5). Membros do partido devem decidir se a sigla permanece na base governista ou se caminhará com a oposição na disputa eleitoral.

Ventila-se nos bastidores que a indefinição se arrasta devido a desendimentos entre o presidente do partido, Vilmar Rocha e o governador e pré-candidato do PSDB, José Eliton.

O deputado estadual Simeyzon (PSD) defende que o partido chegue a um consenso nesta próxima reunião e afirma que tem a garantia de Vilmar Rocha de que a vontade da maioria será acolhida.

“Dentro de um partido é normal haver divergências, opiniões, isso é partido. O que deve prevalecer sempre é a decisão da maioria e eu não tenho dúvida de que o PSD vai caminhar nesse sentido. Até um dos motivos de eu ter ido para o PSD foi a garantia de que o partido escutaria todos e que as decisões seriam conjuntas”, afirmou.

Para o parlamentar, a tendência é de que o PSD permaneça na base. “O caminho natural é até porque já estamos na base. O PSD faz parte de uma base nós temos a nosso caminho ao longo desse tempo, o caminho natural é esse a não ser que houvesse um motivo muito grande para que o partido rompesse.”

Se essa for a decisão da maioria, Vilmar Rocha pode não ser candidato nesse pleito. Nesse caso, é provável que sua função seja a de coordenar a campanha do pré-candidato à presidência, Geraldo Alckmin, em Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.