Reunião nesta segunda (22) decide sobre aumento da tarifa de ônibus em Goiânia

Integrantes da CDTC vão deliberar sobre proposta de aumento da passagem para R$ 4,05 na capital e região metropolitana

A Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) se reúne nesta segunda-feira (22/1), às 16 horas no Paço Municipal para deliberar sobre possível aumento da passagem do transporte coletivo em Goiânia e cidades da região metropolitana.

A expectativa inicial é de que o reajuste fosse de R$ 0,35, fazendo com que o bilhete para uma viagem passasse de R$ 3,70 para R$ 4,05. No entanto, há a possibilidade de fechar o valor em R$ 4. Para que o aumento seja confirmado, é preciso que o colegiado vote e aprove a proposta, que já foi chancelada pela Agência Goiana de Regulação (AGR).

A reunião que estava marcada para a última sexta-feira (20) foi adiada por conta da morte de um ex-diretor da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC).

Fazem parte da CDTC:

  • O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), que é o presidente;
  • O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB);
  • O secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Cidades, Infraestrutura e Assuntos Metropolitanos, Vilmar Rocha (PSD);
  • O prefeito de Senador Canedo, Divino Lemes (PSD);
  • O deputado estadual Marlúcio Pereira (PSB), representante da Assembleia Legislativa;
  • O vereador Clécio Alves (MDB), representante da Câmara de Goiânia;
  • O presidente da Agência Goiana de Regulação, Ridoval Chiareloto;
  • O secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), Agenor Mariano (MDB);
  • O secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Goiânia, Fernando Santana;
  • O presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo, Fernando Meirelles;
  • O vereador por Trindade, Agneuson Alves (PV), representante das Câmaras Municipais da região metropolitana.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.