Retorno às aulas em agosto poderá combater a desnutrição das crianças e a evasão escolar, afirma Caiado

Governador participou do Encontro de Prestação de Contas da Educação e de Suporte Técnico às Secretarias Municipais de Educação no Simec/PAR, com representantes de 17 municípios do nordeste goiano

O governador Ronaldo Caiado (DEM) participou na manhã desta segunda-feira, 21, na sede da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), do Encontro de Prestação de Contas da Educação e de Suporte Técnico às Secretarias Municipais de Educação no Simec/PAR, com representantes de 17 municípios do nordeste goiano. 

Durante o evento, Caiado falou sobre o retorno às aulas programadas para o dia 02 de agosto e da preocupação em relação a desnutrição das crianças e a evasão escolar. “A ausência na sala de aula traz também dificuldades para que as crianças possam se alimentar. É impressionante o número alto de crianças que só tem o alimento na escola, com alto nível nutricional e que dê condições para a criança aprender. São situações que todos nós estamos preocupados. E essa é uma responsabilidade nossa.”

O governo de Goiás já iniciou o planejamento para o retorno às aulas junto Ministério e a secretaria estadual de saúde com a realização de testagem rápida das crianças e jovens. “Vamos retornar as aulas e realizar periodicamente os exames nas crianças, já que os professores estarão vacinados. Ninguém vai deixar as crianças desassistidas. O momento hoje é de dificuldades dessas famílias. Até o final do mês 750 mil cestas básicas serão distribuídas e 1 milhões até novembro. Enquanto isso, vamos avançando na vacinação. A vacina é a única maneira de combatermos o vírus da Covid-19”.

Caiado destacou também as mudança que estão sendo feitas no conceito da educação em Goiás, com a implantação de metodologias mais modernas, ampliação da grade curricular e reformas na área de infraestrutura. “Queremos motivar as crianças para que não haja uma perca de alunos mesmo no período da pandemia. A invasão escolar nos preocupa e também a alimentação das crianças, além da saúde mental. Com a ausência na escola muitas estão desenvolvendo depressão e ansiedade”.

O encontro

O objetivo da reunião foi apresentar os dados relacionados às ações do Estado na área da Educação e os resultados observados nas escolas estaduais, localizadas nos municípios da região nordeste de Goiás. Além da análise dos dados, lideranças municipais ainda puderam tirar dúvidas sobre o Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec/PAR), que subsidia as ações e planejamentos do Plano de Ações Articuladas (PAR). O sistema foi disponibilizado pelo governo federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.