A Comissão de Segurança Pública do Senado aprovou um requerimento apresentado por Sergio Moro (União-PR) para convocar a venezuelana Maria Corina Machado a prestar depoimento. Maria Corina Machado é líder da oposição a Nicolás Maduro e foi impedida de concorrer nas eleições da Venezuela pela Corregedoria-Geral da República. A informação é da revista Veja.

A audiência com Maria Corina está programada para ocorrer em agosto, após o retorno dos senadores do recesso parlamentar. A Comissão discutirá questões relacionadas à democracia, liberdades individuais e os impactos da instabilidade na Venezuela para a segurança pública.

Na justificativa do requerimento, Moro argumenta que um relatório da ONU indica que as agências de inteligência na Venezuela têm reprimido forças políticas e sociais dissidentes ao regime de Maduro, o que pode configurar crimes contra a humanidade. O senador ressalta que tais ações afetam a segurança pública tanto na Venezuela quanto no Brasil.

O presidente Lula defendeu a ministra da Saúde, Nísia Trindade, nesta quarta-feira, 5, afirmando que a escolha da titular da pasta foi pessoal e que não há possibilidade de ela perder o cargo por interferências políticas. O controle do Ministério da Saúde, que possui um dos maiores orçamentos na Esplanada, despertou o interesse do Centrão depois que parlamentares demonstraram insatisfação com a demora na liberação de emendas do Fundo Nacional da Saúde.

Leia mais: