Renato Casagrande: “Segurança Pública não é coisa só de polícia, mas de toda a administração”

Ex-governador do Espírito Santo veio a Goiânia para lançamento de livro sobre Segurança Pública

Governador participou de solenidade na sede do PSB goiano | Foto: Alexandre Parrode

Governador participou de solenidade na sede do PSB goiano | Foto: Alexandre Parrode

O ex-governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), lançou em Goiânia, na noite da última quinta-feira (11/12), o livro “Estado Presente — Em Defesa da Vida”. A publicação relata a experiência do programa de Segurança Pública “Estado Presente”, que Casagrande implantou enquanto ainda governava o Estado.

Durante solenidade, na sede do PSB goiano, na capital, o ex-governador defendeu uma postura mais rígida pelos Estados no enfrentamento da criminalidade.”Identificamos as áreas mais vulneráveis no Estado e fizemos maciços investimentos em Esporte, Saúde, Educação e Desenvolvimento Urbano. Segurança Pública não é só de polícia. É de todos da administração”, afirmou.

Derrotado nas eleições de 2014 para o ex-governador Paulo Hartung (PMDB), Casagrande alertou para necessidade de maior atuação por parte do governo federal na Segurança Pública, mas atentou que os governadores não podem ficar esperando tal despreendimento por parte do Planalto.

“Há necessidade de maior atuação por parte governo federal, mas enquanto ele não atua, nós não podemos ficar esperando. É necessário que o próprio governador comande essa área. Cada Estado deve ter um programa de enfrentamento ao crime com um governador liderando esse trabalho”, avaliou.

Em entrevista coletiva, durante lançamento do livro, Casagrande, que também é presidente da Fundação Mangabeira, avaliou o cenário político nacional. Para ele, a presidente Dilma Rousseff (PT) está perdendo as condições de governabilidade e deve reagir o quanto antes.

“Nosso partido está em um processo de reflexão quanto à posição a ser tomada. Até semana que vem, caminhamos par uma decisão”, adiantou.

Deixe um comentário