Relatório do pacote anticrime é divulgado após polêmica envolvendo Sérgio Moro

Proposta pode ser esvaziada após divulgação de supostos diálogos envolvendo o ministro da Justiça e procuradores da Lava Jato 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O relatório do pacote anticrime, apresentado pelo ministro da Justiça Sergio Moro, deve ser divulgado nesta quinta-feira, 13, com inúmeras alterações ao texto original enviado ao Congresso. A proposta deve perder força após a divulgação de supostos diálogos pelo “The Intercept Brasil”, nos quais Moro orienta os trabalhos de procuradores da lava Jato.

Por conta da reação negativa de juristas e o clima de incertezas após o episódio Intercept, o relator do grupo de trabalho que discute o pacote anticrime na Câmara dos Deputados, Capitão Augusto (PL-SP), admitiu um possível atraso no cronograma.

Após a divulgação do relatório, existirão dois caminhos possíveis, e ambos dependem do presidente da câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ou uma comissão especial pode ser criada para analisar a pauta, ou o projeto pode ser enviado do jeito que está para ser votado no plenário da casa.

O pacote anticrime já motivou atritos entre o ministro e Maia. Cobrado publicamente por Moro a dar celeridade à análise da proposta, Maia revisou e tratou o pacote do ex-juiz da Lava Jato como uma cópia de outro projeto, apresentado por uma comissão de juristas encabeçada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes.

Em reação, em vez de levar o projeto diretamente a uma comissão especial, como seria o trâmite normal, Maia criou o grupo de trabalho para que fosse feita a incorporação da proposta de Moro com a apresentada pela comissão conduzida pelo ministro do Supremo. Desde então, a tramitação confusa enverga para o desgaste da matéria, sobretudo agora, depois das mensagens da chamada “vaza jato”. (Com informações da Exame)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

jose luiz verli

tomara que, os bandidos ainda existentes do governo passado,não venham atrapalhar a exatidão do projeto anticrime, tão importante para nossa nação.