Relator da CEI da Semas, Anselmo Pereira, diz que vai pedir fechamento da Casa da Acolhida

“A Casa da Acolhida 1 é a porta do inferno”, afirmou o vereador

O relator da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga irregularidades na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Anselmo Pereira (PSDB), diz que pedirá fechamento da Casa da Acolhida, em Goiânia.

A CEI ouviu nesta segunda-feira, 17, o ex-diretor administrativo e financeiro da prefeitura, Gilberto Pereira de Souza. Dentre os questionamentos, estão a falta de acompanhamento à Casa da Acolhida 1 e 2, deixando as pessoas sem alimentação após às 15h e a falta de controle sobre o uso dos recursos.

O vereador indagou sobre o controle de qualidade no almoxarifado da Semas durante o um ano e meio em que o presidente esteve à frente da secretaria, citando como exemplos, o “escândalo do sabão”, e a compra de água sanitária.

O ex-presidente, por sua vez, alega que havia controle no almoxarifado em relação aos produtos e validade dos alimentos. “Recebíamos alimentos perecíveis e olhávamos se estava tudo certo, mas quando saí de lá depende do cuidado da pessoa”. Agora, Gilberto está no setor de licitações.

Gilberto disse ainda, que há uma alta rotatividade na diretoria administrativa da Semas, além disso, “falta pessoal e assessoria administrativa”. O atual diretor de compras da Comissão de Licitação, disse, também, que não aconselharia a renovação do contrato da Casa da Acolhida 1.

Entretanto, ele afirma que a prefeitura tem dificuldade em encontrar um novo local e fazer uma reforma para entregá-lo. Gilberto alega que em sua gestão tentou fazer reformas e trazer melhorias para o local, mas “as coisas desapareciam de lá, inclusive extintores”.

Anselmo questionou o fato de como um local que oferece riscos às pessoas continua sendo renovado se melhorias. Segundo ele, o prédio foi alugado por cerca de R$ 30 mil, até abril de 2019. “Antes o valor era R$ 40 mil, por uma pocilga”, disse o relator, questionando, também, como o valor caiu em R$ 10 mil. “A Casa da Acolhida 1 é a porta do inferno, no meu relatório Vou pedir o fechamento desse local”, concluiu o vereador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.