Relação das seis pessoas presas, hoje, com Lázaro Barbosa será explicada pela SSP na próxima terça-feira, 27

Cerca de 500 policiais de Goiás e do Distrito Federal participaram da operação denominada Anhanguera, que realizou prisões por homicídios e tráfico de drogas

Operação Anhanguera realiza prisões de pessoas que podem estar envolvidas com o caso Lázaro Barbosa.

Seis pessoas que podem estar envolvidas com o caso Lázaro Barbosa foram presas na manhã desta sexta-feira, 23, em uma operação articulada entre as Polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal.

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, afirmou que até o momento foram realizadas três prisões por tráfico de drogas e três por homicídios. Além disso, estão sendo cumpridos 37 mandados de busca e apreensão. A assessoria da Secretaria de Segurança Pública do estado afirmou que a relação entre as prisões e o caso Lázaro Barbosa será explicitada na próxima terça-feira, 27.

Cerca de 500 policiais de Goiás e do Distrito Federal participaram da operação que já estava sendo articulada e teve sua deflagração adiantada em razão do acontecido com Lázaro Barbosa, uma vez que o caso fez com que as forças de segurança de Goiás e do DF observassem que a maioria dos crimes mais violentos que acontecem nessas regiões são cometidos entre sexta e domingo. Diante disso, o objetivo do trabalho que está sendo desenvolvido é levar mais segurança aos moradores dessa região.

Caso Lázaro Barbosa

Lázaro Barbosa é suspeito de cometer uma série de crimes, sendo o último deles a chacina de uma família no Distrito Federal. Depois de matar a tiros e facadas Cláudio Vidal, Carlos Eduardo e Gustavo, o criminoso teria sequestrado Cleonice Vidal, a levado para uma região de mata e a assassinado logo em seguida.

Após esse último crime, Lázaro passou a fugir da polícia por regiões de mata no entorno do Distrito Federal, levando mais de 270 policiais a procurá-lo por 20 dias. No dia 28 de junho, o criminoso foi encontrado, chegou a trocar tiros com a polícia e acabou sendo atingido, vindo a óbito logo em seguida.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.