Reitores reconhecem trabalho de Marconi para criação das Federais de Catalão e Jataí

Conquista é fruto de um trabalho desenvolvido pelo governador em conjunto com as prefeituras de Jataí e Catalão e com a direção da UFG

A incessante luta do governador Marconi Perillo (PSDB) foi recompensada com a sanção, pelo presidente da República, Michel Temer (MDB), das leis que criam a Universidade Federal de Goiás de Catalão (UfCat) e a Universidade Federal de Jataí (UFJ). Os decretos foram publicados na edição de quarta-feira (21) do Diário Oficial da União (DOU). O apoio de Marconi foi muito importante para que Goiás passasse a contar com mais essas duas universidades.

A criação desses novos centros universitários é fruto de um trabalho desenvolvido pelo governador Marconi Perillo em conjunto com as prefeituras de Jataí e Catalão, parlamentares goianos e a direção da UFG. Marconi esteve à frente dessa articulação desde 1999, quando iniciou o seu primeiro mandato como governador de Goiás. Como senador da República, já em 2007, continuou articulando, quando apresentou projeto de Lei nesse sentido.

“Além de liderar o trabalho pela criação dos campi de Jataí e Catalão, Marconi sempre trabalhou pela consolidação da UFG, com apoio e investimentos em infraestrutura, pagamento de professores, construção do Centro de Ciências Agrárias e outros. O terreno de quase 400 hectares, onde será construído o campus de Jataí, foi doado pelo governo de Goiás em 2015”, lembrou o ex-reitor da UFG, Orlando Amaral.

O atual reitor, Edward Madureira, também já destacou, em ocasiões diversas, a atuação do governador: “Marconi sempre atuou em favor dessa pauta, mesmo nos governos do PT lutou por ela, lutando pelo crescimento e desenvolvimento de Goiás e da Educação”.

Com a sanção da lei, as duas universidades serão consolidadas a partir da estrutura da UFG já existente em Catalão e Jataí. Ambas têm 20 cursos de graduação, mestrado e doutorado e já conseguiram aprovação do Ministério da Educação (MEC) para criar cursos de Medicina. Pelo projeto, elas terão autonomia para criação de novos cursos.

“Hoje é um dia muito importante para a Educação em Goiás, de comemoração. Essa é uma luta que durou quase 20 anos. Desde que assumi, em 1999, comecei a falar com os presidentes da República na tentativa de viabilizar esse projeto. Ao longo de 60 anos, Goiás conviveu com uma Universidade Federal; bem dirigida por excelentes profissionais que nos ajudaram no trabalho de efetivação desses dois campi, que serão, certamente, alguns dos mais importantes do país”, afirma Marconi.

O diretor do campus de Jataí, Alessandro Martins, também destaca o compromisso do governador Marconi Perillo. “Contribuiu, desde o início, com o processo de consolidação do campus. Ajudou a viabilizar, por meio do Convênio da Fundação Educacional, auxílio de pagamento dos servidores, professores e técnico-administrativos; fez a doação de área para a Universidade Federal de Goiás, o que foi essencial, e absorveu todo o compromisso de trabalhar e fortalecer o Projeto de Lei junto com o governo federal para emancipar o nosso campus de Jataí”, declarou o diretor.

Deixe um comentário